Criança

O que você deve saber antes do seu filho começar a pré-escola

Se o seu filho está começando a pré-escola e tem dificuldades com a nova rotina, siga essas estratégias para dar tchau sem cair no choro

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

preescola

Foto: istock

O começo da pré-escola é um marco histórico que geralmente é antecipado com grande entusiasmo e alegria, mas também com muito choro, incertezas e birras – por parte das crianças e dos pais! “Para as crianças, a principal fonte de ansiedade em relação a entrar na pré-escola é que eles não tem absolutamente nenhuma ideia do que esperar”, conta Katrina Green, uma professora de educação especial para crianças em um programa no Brooklyn, Nova York, o Just We Two. “Eles passaram os últimos três ou quatro anos aprendendo as regras e rotinas da família e eles não estão familiarizados com coisas as coisas novas que vão encontrar. Para os pais, a principal fonte de ansiedade é a preocupação de que o seu filho se sinta abandonado”. Leia abaixo as melhores maneiras para você e o seu filho não sofrerem com a separação e começar com sucesso essa nova aventura – juntos e separados!

Seja firme

Muitas mães podem ver que seus filhos tiveram uma primeira reação ruim com a pré-escola e imediatamente decidem tirar ele da classe. Mas essa é uma má ideia: “Isso nega ao filho a oportunidade de aprender a trabalhar com sentimentos negativos e coloca precedentes de não ter que encarar problemas”, explica Green. Ao invés disso, firmeza é essencial quando se trata de tornar a pré-escola parte da nova rotina do seu filho. Mantenha as despedidas curtas e carinhosas para que seu filho saiba o que esperar mas não prolongue sua partida. Quando você for busca-lo no final do dia, reforce a ideia de que você voltou, assim como você tinha dito que faria. Dessa maneira, o tchau de todo dia não vai parecer que vocês dois estão começando uma despedida triste e cheia de lágrimas mais uma vez.

Mantenha o professor envolvido

O professor da pré-escola do seu filho será uma pessoa calorosa, carinhosa e experiente, capaz de antecipar as necessidades de seus alunos. Mas como ela é nova para você também, converse com ela sobre as informações necessárias que vão ajudar ela e seu filho a se conhecerem melhor.  “Eu acho útil saber o máximo possível sobre como é a rotina de uma criança para tornar essa transição mais fácil”, Green diz. “Os padrões que existem para comer, dormir e ir ao banheiro são tão importantes quanto saber qual é a sua cor favorita, quais jogos eles gostam de brincar ou qual música eles gostam de cantar. Isso também ajuda a saber quais técnicas a família usa para acalmar a criança quando ela está se sentindo triste ou ansiosa”. Tenha certeza de informar o professor sobre problemas como alergias à alguma comida.

Separe um objeto de conforto

Deixe que seu filho leve alguma coisa de casa que o ajude com a separação e a ida para a pré-escola. Se ele não tem uma boneca favorita, um livro que ele gosta muito ou um copo cheio de sua bebida favorita podem ajudar. “Tinha uma criança que entrou no programa da escola que estava sofrendo muito com ansiedade”, Green revela. “No começo nós encorajamos ele a trazer fotos de sua família ou itens de casa. Ele encheu uma lancheira com brinquedos de casa!” Objetos de conforto podem parecer pouca coisa para você, mas eles podem realmente prover um senso de segurança em um ambiente desconhecido. “Crianças quase sempre superam a necessidade levar um objeto de conforto para casa. Porém, algumas crianças talvez sintam a necessidade de ter um objeto desses na escola (mesmo que a separação não seja mais um problema) quando elas estão passando por um momento de transição em casa (como um novo irmãozinho, a mãe ou pai começando um trabalho novo ou uma mudança)”.

Não fuja

Pode parecer tentador fugir da sala, mas o seu filho se sentiria ainda mais assustado caso você suma de repente. “As mães nunca deveriam ser separadas abruptamente dos seus filhos” diz Fran Walfish, psicoterapeuta infantil e familiar e autor do livro O pai autoconsciente. “Pode levar dez semanas para que a criança esteja totalmente preparada para ser deixada na escola sem a mãe”, ele conta. “A melhor maneira de lidar com o processo da separação é começar com as mães indo para as escolas e sentando ao lado dos filhos. Ela não deve interagir com o filho em suas brincadeiras, mas esteja lá por segurança sim estar lá como uma rede de segurança”. Ao invés disso, desenvolva um ritual de despedida. Isso pode ser qualquer coisa entre você e seu filho decidam, como um abraço especial ou um aperto de mão seguido de alguma brincadeira ou uma frase que só vocês falam. Uma vez que vocês se despediram, é melhor não ficar perto do seu filho para que ele não fique preocupado com a sua presença. Vê-la envolvida em alguma atividade é uma boa dica de que você pode ir.

Evite comparar seu filho com outras crianças

Não puna seu filho e o compare com outras crianças. “Honrar o tempo da sua criança é a melhor maneira de tornar a transição para a pré-escola a mais tranquila possível”, Green conta. Não se preocupe – o seu filho vai aprender a lidar com a ansiedade causada pela separação. “A criança que nunca chora quando os pais vão embora pode pensar na cena várias vezes para processar seus sentimentos. Outra criança pode precisar chorar em todas as separações por um tempo até que ele consiga trabalhar seus sentimentos”, ela conta. “Está tudo bem continuar deixando o seu filho, mesmo se ele continuar chorando”, ela continua. “Uma transição completa e bem-sucedida para a escola pode levar meses, especialmente se houver férias em família ou interrupções da escola, quando as crianças geralmente regridem, ou se houver mudanças acontecendo em casa”. Mas em todos os seus anos de ensino, Green não encontrou um aluno que não conseguiu superar sua ansiedade de separação.

Evite visitas surpresas

 Uma vez que você deixou o seu filho, resista a tentação de voltar e ver como ele está e não ligue para a escola a cada hora. “Se você está sempre checando como o seu filho está, você mexe com a reciprocidade do seu filho ficar procurando por você constantemente”, conta Dr. Walfish. “É de extrema ajuda para as mães sentirem que os professores de seus filhos podem ajudar eles. Dessa maneira, elas podem se sentir seguras e confiantes de que seu filho será bem cuidado quando ela não estiver lá”. Confiar no professor e em você mesma; ter segurança que você tomou a melhor decisão e escolheu a melhor pré-escola para o seu filho.

Converse com você mesma de maneira encorajadora

Comece convencendo a si mesma de que a sua escolha foi a melhor para o seu filho e lembre-se do porquê estar separada do seu filho nesse momento é bom para vocês dois. Então, repita isso quantas vezes forem necessárias! As crianças podem entender o que estamos sentindo, então se você está nervosa ou ansiosa quando você deixa seu filho na pré-escola, ele pode ficar assim também. Permaneça calma e otimista, mesmo que você não se sinta 100% alegre. Mas se o seu filho perceber as suas preocupações, continue a encorajar ele. “Lembre-o de que você sempre retornará e que há pessoas na escola para mantê-lo seguro”, diz Green. Não esqueça de que a pré-escola é um passo positivo para você e seu pequeno.

Leia também

Quer ajudar na rotina escolar do seu filho? Respeite-a!

Seu filho está prestes a entrar na escola? CALMA!

Nada de peso pesado! Fique de olho na mochila do seu filho

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não