Pai e filho jogam futebol de muleta e são exemplo um para o outro

Claudinei sofreu um acidente e Heitor nasceu com uma malformação

Claudinei e Heitor precisaram retirar a perna por motivos diferentes (Foto: reprodução/GloboPlay)

Não é dúvida de que a chegada de um filho traz uma motivação extra para a família, mas neste caso foi o exemplo do pai que inspirou o menino. Claudinei sofreu um acidente de moto em 2002 e precisou amputar a perna direita.

-Publicidade-

Já Heitor, teve que retirar o membro por nascer com uma malformação congênita na perna esquerda. Por esse motivo, os dois usam muletas para andar e Claudinei acaba sendo um espelho da criança.

“Se não tivesse passado por isso, seria complicado a forma de lidar, porque eu não teria conhecimento. Às vezes, a gente só procura entender quando tem a situação”, contou no programa Encontro com Fátima Bernardes.

-Publicidade-

Ele desabafou sobre as dificuldades de adaptação, mas falou que tudo ficou mais fácil quando entendeu que tinha uma vida pela frente. A mãe do menino também comentou sobre o susto ao descobrir durante os sete meses de gestação da malformação.

Ela lembrou que Heitor sempre foi ágil e superou as expectativas. “Ele engatinhou com sete meses e, com oito, andava de skate. A primeira vez que pegou a muleta na fisioterapia, já saiu andando”, completou.

Desde então, o menino continua surpreendendo a todos, jogando inclusive futebol com o pai. É um momento de diversão, mas vai muito além da brincadeira: “É uma forma de ver que não é diferente de ninguém e pode ser feliz”.

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia também:

Pai dança música de Frozen em vídeo com o filho e divide opiniões na internet

Vídeo: filha fica com vergonha em apresentação da escola e o pai tem a melhor reação possível

Aventura em família: pai e filha quebram recorde ao escalarem o Everest

-Publicidade-