Pai encontra as 3 filhas mortas ao chegar em casa e investigações apontam principal suspeito

Graham Dickason e Lauran Dickason são um casal de médicos e eram pais de Liane, de 6 anos, e as gêmeas Maya e Karla, de 2

Resumo da Notícia

  • Graham chegou a noite em casa e se deparou com as filhas mortas
  • Ele entrou em desespero e começou a chorar
  • Os vizinhos relataram que escutaram alguns barulhos na casa antes do pai chegar

Ao chegar em casa a noite, nesta última quinta-feira, 16 de setembro, Graham Dickason se deparou com o corpo das 3 filhas mortas. A principal suspeita do crime é a mãe das meninas, Lauran Dickason, de acordo com informações da polícia. O caso aconteceu em Timaru, na Nova Zelândia.

-Publicidade-

Graham e Lauren são um casal de médicos e tinham acabado de se mudar da África do Sul para a Nova Zelândia, junto com as filhas, Liane, de 6 anos, e as gêmeas Maya e Karla, de 2. De acordo com os vizinhos, Gragam chegou em casa e ficou sem reação ao ver a cena. Ele chorava histericamente e gritava: “Isso está realmente acontecendo?”.

Liane, de 6 anos, e as gêmeas Maya e Karla, de 2 (Foto: Reprodução / The Sun)

Os vizinhos também relataram que ouviram um grande barulho e em seguida sons de soluços e gemidos, por volta das 21h40. “O primeiro barulho que ouvimos foi alguém soluçando, e então ouvimos um baque forte como se alguém tivesse batido uma porta. Pudemos ver alguém através de nossa cerca vagando atrás da casa e chorando”, declarou Jade Whaley, vizinha do casal.

O pai chamou a policia depois de se deparar cena do crime. A mãe foi levado ao hospital e, nesta última sexta-feira, 17 de setembro, ela foi considerada a principal suspeita. Ao site de notícias neozelandês, Stuff, os pais de Lauren afirmaram que as famílias estão em estado de choque e pediram apoio no momento tão complicado.

A polícia isolou a casa e os agentes passaram a última sexta-feira, 17 de setembro, em busca de evidências do crime. “A polícia gostaria de garantir à comunidade que este foi um trágico incidente isolado e que não estamos procurando mais ninguém”, declarou o detetive Scott Anderson. “A investigação desta tragédia ainda está em seus estágios iniciais, mas podemos confirmar que ninguém mais está sendo procurado em relação à morte das três crianças”, complementou.

Homenagem nas redes sociais

Em maio desde anos, o casal completou 15 anos de casamento. Numa postagem no Facebook, a esposa escreveu na legenda:  “Nós realmente criamos uma linda família e passamos muitos bons momentos juntos. Que os próximos anos sejam mais abençoados, mais felizes e que as crianças nos deixem dormir. Obrigado por tudo o que você faz por nós e por sua dedicação inabalável em nos amar e prover. Você é o meu tudo”.