Pele do bebê: conheça as características e como ela se desenvolve do nascimento aos dois anos

Maior órgão do corpo humano, a pele é essencial para a proteção de todo o organismo desde os primeiros dias de vida

Resumo da Notícia

  • Maior órgão do corpo humano, a pele é essencial para a proteção de todo o organismo desde os primeiros dias de vida;
  • Com grande elasticidade e resistência, ela é responsável por regular a temperatura corporal, controlar as trocas de água;
  • A pele ainda é uma grande barreira para agentes agressores tóxicos e infecciosos.

Maior órgão do corpo humano, a pele é essencial para a proteção de todo o organismo desde os primeiros dias de vida. Com grande elasticidade e resistência, ela é responsável por regular a temperatura corporal, controlar as trocas de água e ainda é uma grande barreira para agentes agressores tóxicos e infecciosos.

-Publicidade-

A pele do bebê é bem diferente da nossa e merece um cuidado especial. A vulnerabilidade da pele humana depende do estágio de maturidade em que ela se encontra: no embrião, no recém-nascido prematuro, no recém-nascido a termo, no lactente, na criança maior ou no adolescente. Ao longo da vida, a pele vai ficando mais resistente, pois há um processo natural de adaptação ao meio ambiente.

O pH da pele do bebê

O pH da pele varia de acordo com o desenvolvimento do ser humano. Para crianças e adultos saudáveis o pH varia de 4 a 7, porém na maioria das vezes está em torno de 4,2 a 5,6. O pH da pele de recém-nascidos muda de acordo com a idade pós-natal.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), assim que nascem, os bebês apresentam um pH alcalino, em torno de 6,0, que vai se acidificando do 3º para o 4º dia de vida. A estabilização do pH ocorre a partir do 1º mês em 4,5. O manto ácido da pele age como uma barreira funcional química e biológica que protege o organismo da penetração de micro-organismos. O ideal para proteção da pele do bebê é o uso de produtos com pH ácido similar ao pH cutâneo, já que eles não interferem com tanta intensidade na microflora.

A pele do bebê é bem diferente da nossa e merece um cuidado especial
A pele do bebê é bem diferente da nossa e merece um cuidado especial (Foto: Getty Images)

Primeiro banho do recém-nascido

O banho precoce do recém-nascido não faz bem para a pele dele. Além de interromper o contato pele a pele entre mãe e filho durante a amamentação, o banho feito antes das 24 horas após o nascimento pode aumentar o risco de hipotermia e desconforto respiratório do bebê.

A água precisa estar morna, com a temperatura entre 35 °C e 36 °C. O tempo total para o banho do bebê deve ser de 5 a 10 minutos, algo rápido, prático, e que garanta a limpeza completa de forma delicada e cuidadosa. É fundamental não esfregar a pele com panos ou toalhas: em vez disso, encoste no corpo do bebê suavemente para evitar irritações.

Cuidado com o sol

A pele do bebê é mais sensível aos raios UV, já que têm baixa pigmentação. Por isso, a exposição do seu filho diretamente ao sol deve ser evitada, pelo menos até os seis meses de vida. Evite sair com ele no período das 12 horas, que é quando o dia atinge seu calor máximo. Opte por horários pela manhã, antes das 10 horas, ou no período da tarde.

Roupas do bebê

O bebê tem maior dificuldade que os adultos para regular a temperatura do corpo, já que as glândulas sudoríparas são menos ativas. Por isso, é importante ter cuidado com as roupas do seu filho. Vista o bebê com tecidos leves, com preferência para algodão. Tecidos felpudos podem causar alergias e carregar poeiras ou ácaros, que podem fazer mal para a saúde e pele do bebê.

Até completar dois anos de idade, a criança apresenta uma barreira cutânea entre 40 e 60% mais fina e sensível do que a dos adultos. É por esse mesmo motivo que a pele do bebê absorve com muita facilidade tudo o que é aplicado sobre ela, tanto coisas boas, como ruins também. Dessa forma, é superimportante escolher com cuidado os produtos que serão utilizados na pele do seu bebê.

A pele do bebê é bem diferente da nossa e merece um cuidado especial
A pele do bebê é bem diferente da nossa e merece um cuidado especial (Foto: Getty Images)

A Granado tem uma linha especial de produtos para a pele, formulada com óleos vegetais e vitamina E que protegem e nutrem a pele do bebê. Os sabonetes líquidos deixam a pele do bebê macia, perfumada e limpa, com uma textura suave e adequada para a delicadeza da pele do recém-nascido.

O sabonete Líquido Bebê Tradicional, feito a partir da glicerina vegetal e com pH da pele do bebê, é livre de parabenos, ingredientes de origem animal e dermatologicamente testado
O sabonete Líquido Bebê Tradicional, feito a partir da glicerina vegetal e com pH da pele do bebê, é livre de parabenos, ingredientes de origem animal e dermatologicamente testado. (Foto: Divulgação)

E a hora do banho não deve ser o único momento para cuidar da pele do seu filho! A hidratação é superimportante no período de desenvolvimento do bebê. O uso de hidratantes deve ser feito desde o nascimento com produtos específicos e que não agridam a pele delicada. A Loção Hidratante Dermocalmante da Granado hidrata profundamente e restaura a barreira protetora da pele. Nas peles sensíveis, ela pode aliviar coceiras e vermelhidão, inclusive evitar os ressecamentos e irritações causadas por diversos fatores. Já que esse tipo de creme pode ser usado todos os dias, crie o hábito de hidratar cuidadosamente o rosto e o corpo do bebê.

A Loção Hidratante Dermocalmante da Granado é formulada com ceramidas, alantoína, proteínas do trigo, da aveia e amêndoa doce, manteiga de karité e óleo de girassol
A Loção Hidratante Dermocalmante da Granado é formulada com ceramidas, alantoína, proteínas do trigo, da aveia e amêndoa doce, manteiga de karité e óleo de girassol (Foto: Divulgação)

Os óleos também são importantes para a pele do bebê, e o melhor de tudo: você pode fazer massagens que, além de promover um relaxamento, transmitem muito carinho e cuidado. Os óleos da Granado são livres de conservantes, corantes, óleo mineral e ingredientes de origem animal.

A Granado tem uma linha de óleos suaves, hipoalergênicos e 100% vegetais
A Granado tem uma linha de óleos suaves, hipoalergênicos e 100% vegetais (Foto: Divulgação)