Criança

Sempre alerta: menina de 12 anos morre afogada no litoral de São Paulo

Rhaisa Trombini

Rhaisa Trombini ,Edileyne e Geraldo

Sempre alerta (Foto: Getty Images)

Amanda da Cunha, menina de 12 anos, morreu afogada no Guarujá, litoral sul de São Paulo. Ela estava passando o dia de folga do pai na praia.

A família, que mora em São Paulo, estava na Prainha Branca e o pai, deficiente físico, não ouviu os pedidos de socorro da filha a tempo de salvá-la. Segundo o G1, Amanda teria sido puxada para o fundo por uma onda forte.

O portal disse que, segundo o pai, as limitações o impediram de chegar até a filha. A vítima, desacordada, foi jogada de volta à praia pelas ondas, quando o corpo de bombeiros foi acionado.

Ela foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Bertioga, onde declararam o óbito.

Sempre alerta

Segundo o G1, mais de 3 mil banhistas foram resgatados em nas praias de São Paulo em 2018. Praia Grande foi a que mais registrou mortes no mar.

Não tire os olhos do seu filho enquanto ele estiver brincando na areia. Se ele quiser ir para a água, vá com ele, ou monitore seus passos para que ele não saia do raso. Em caso de acidentes ou emergências, chame os salva-vidas.

Coloque pulseira de identificação no seu filho com nome, endereço e telefone. Se ele se perder, pode facilitar a localização.

Leia também:

Menino morre uma semana após nadar em piscina por afogamento secundário

Mãe desabafa sobre quase afogamento do filho: “momento mais assustador da minha vida”

Corrente do bem! Família é salva de afogamento por 80 banhistas