Transpiração nas crianças: veja a importância do cuidado com a pele

O médico do departamento Materno-Infantil do Hospital Albert Einstein, dr. Claudio Len, tirou algumas dúvidas sobre o assunto e deu dicas para os pais

Resumo da Notícia

  • Tire suas dúvidas sobre transpiração nas crianças
  • O Dr. Claudio Len, médico do departamento Materno-Infantil do Hospital Albert Einstein comentou sobre o assunto
  • Ele também respondeu perguntas da audiência da Pais&Filhos

O tema transpiração faz parte das conversas que tenho com os pais desde as primeiras consultas. Bebês e crianças transpiram e adolescentes transpiram ainda mais, especialmente quando se inicia a puberdade. A saída de suor pelas glândulas sudoríparas da pele é fisiológica, e tem como principal objetivo manter a temperatura do organismo estável. É por isto que transpiramos mais em dias quentes e menos em dias frios.

-Publicidade-
A transpiração tende a aumentar conforme a criança se aproxima da puberdade (Foto: Shutterstock)

No entanto, o odor só aparece através do contato do suor com algumas bactérias que ficam na pele, o que é bem mais comum em adultos. Quando estas bactérias, que podem vir da pele dos adultos, estão presentes na pele da axila das crianças a chance de odor aumenta. Nestes casos os pais devem limpar bem a pele da axila com cuidado, e em alguns casos os cremes tópicos de antibióticos são indicados.

Em algumas situações do dia a dia o odor pode aumentar: 1) início da puberdade (a partir dos 9 ou 10 anos de idade), quando há maior produção de hormônios sexuais e surgimento dos pelos axilares; 2) má higiene local da pele; 3) uso excessivo de roupas fechadas; e 4) ingestão de alguns alimentos, como alho, cominho, curry ou cebola.

Muitos pais me procuram para saber se há relação entre o odor e o início da puberdade. Na maioria das vezes, não detecto sinais de puberdade, seja pelo exame clínico ou por exames laboratoriais e de imagem. Mas, em alguns casos, detecto sinais de puberdade precoce, condição que merece um manejo adequado. Portanto, recomendo que os pais não hesitem em consultar o seu médico de confiança para saber o que está acontecendo de fato.

Qual idade é considerada normal a criança ter “odor”?

Sheila, mãe de Pedro

Crianças de todas as idades podem ter odor, que resulta da produção de substâncias com mau cheiro por bactérias da pele em contato com o suor, que é inodoro. A probabilidade do aparecimento de odor é maior quando a puberdade se aproxima, o que varia de uma criança para a outra. Veja se o seu filho está próximo dessa fase. Para tal, recomendo que leve ele no pediatra de confiança ao menos uma vez por ano, até que se complete a puberdade.

Meu filho de 5 meses transpira muito na cabeça. Isso é normal?

Savina, mãe de João Bernardo

Sim! Bebês e crianças de todas as idades podem transpirar na cabeça (especialmente na nuca), mãos e pés, mesmo em dias mais frios. Alguns transpiram mais e outros menos. Ao longo da infância a quantidade de suor costuma diminuir, mas volta a aumentar na pré-adolescência. A higiene cuidadosa e regular da axila, uso de roupas que não acumulem suor, depilação da axila e redução da ingestão de certos alimentos citados acima podem ajudar.

Minha filha tem 8 anos e começou a transpirar mais e com um pouco de odor. Posso usar desodorante?

Vanessa, mãe de Isabela

Sua filha pode usar desodorantes nesta idade. Recomendo produtos sem perfumes e sem álcool, que podem ser irritantes na pele. Alguns desodorantes que contém antimicrobianos podem ser utilizados, especialmente nos casos de odor de maior intensidade. Ressalto que não há evidências científicas de que algumas substâncias presentes em muitos desodorantes, como o alumínio, podem causar câncer ou doenças neurológicas.