Ucrânia diz que 78 crianças morreram em invasão russa

Lyudmyla Denisova é ombudsman de direitos humanos da Ucrânia, e afirmou em pronunciamento oficial que morreram mais civis do que militares na Guerra na Ucrânia. O conflito contra a Rússia já está no 16º dia

Resumo da Notícia

  • Invasão russa deixou 78 crianças mortas, diz Ucrânia
  • Lyudmyla Denisova é ombudsman de direitos humanos da Ucrânia, e afirmou em pronunciamento oficial que morreram mais civis do que militares na Guerra na Ucrânia
  • O conflito contra a Rússia já está no 16º dia

Nesta sexta-feira, 11 de março, os conflitos entre a Rússia e a Ucrânia chegaram ao 16º dia e Lyudmyla Denisova, ombudsman de direitos humanos da Ucrânia, afirmou que ao menos 78 crianças ucranianas perderam a vida com a invasão russa.

-Publicidade-

Ela, contudo, afirmou que os conflitos nas regiões de Mariupol, Volnovakha e Irpinnas não tiveram suas vítimas contabilizadas. O ministro da Defesa da Ucrânia, Oleksii Reznikov também disse que tropas russas mataram mais civis do que militares em duas semanas de conflito.

O ministro da Defesa da Ucrânia, Oleksii Reznikov também disse que tropas russas mataram mais civis do que militares em duas semanas de conflito
O ministro da Defesa da Ucrânia, Oleksii Reznikov também disse que tropas russas mataram mais civis do que militares em duas semanas de conflito (Foto: Reprodução/ Facebook)

“Até 10 de março, o número de civis ucranianos mortos por intervencionistas russos é maior do que o número de nossos militares de todos os corpos de defesa mortos em ação. Quero que isso seja ouvido não apenas na Ucrânia, mas em todo o mundo”, disse Reznikov, em transmissão de vídeo oficial.

Na última quarta-feira, 9 de março, bombas russas teriam sido responsáveis pela destruição de um hospital e maternidade na cidade de Mariupol, diz a Ucrânia. Ainda não se sabe o número exato de vítimas, contudo, ao menos 17 pessoas – dentre elas, mulheres que já estavam em trabalho de parto morreram no ataque, conforme Pavlo Kyrylenko, governador da região onde fica a cidade.

Um cessar-fogo para a liberação de civis estava prevista para hoje. O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia publicou o vídeo do momento da explosão, e escreveu: “Hoje a Rússia bombardeou um hospital infantil e maternidade em Mariupol”. A região está cercada por tropas russas há dias. Veja imagens da destruição abaixo: