Um olhar para o futuro: 6 dicas para criar um filho bem-sucedido

Infelizmente não tem um guia que vai garantir o futuro do seu filho, mas veja ideias de como alinhar o caminho para o sucesso dele dentro e fora da escola

Resumo da Notícia

  • Como pai ou mãe, é difícil de entender que o sucesso dos seus filhos não está na sua mão
  • No entanto, por mais que não haja um guia que vai garantir o futuro do seu filho, sua influência sobre eles é muito importante
  • Veja 6 maneiras de ajudar seu filho a encontrar o caminho para o sucesso

Uma das realidades mais difíceis de entender como pai ou mãe é de que o sucesso do seu filho está no controle dele e fora do seu. Embora, infelizmente, não haja um guia que vá garantir o futuro do seu filho, sua influência sobre eles pode ter efeitos mais concretos do que você pensa.

-Publicidade-

A revista norte-americana, Parents, reuniu 6 maneiras de ajudar seu filho a encontrar o caminho para o sucesso dentro e fora da escola, de acordo com especialistas.

Veja como ajudar para que o seu filho seja bem sucedido (Foto: iStock)

1. Tenha conversas com seu filho desde a infância

Fortes habilidades de comunicação abrem inúmeras portas para a vida do seu filho e o encoraja como estudante e líder no campo de trabalho que ele escolher. E o melhor de tudo isso é que, para incentivar essa habilidade, você nem precisa esperar ele dizer as primeiras palavras. Pesquisadores da Universidade do Iowa descobriram que até mesmo bebês podem se envolver nas conversas cotidianas.

“É como uma dança – há uma coisa que as crianças parecem aprender por volta dos 6 a 8 meses de idade – o movimento simples que você se transforma na fala”, disse Peter M. Vishton, Ph.D., diretor da National Science Foundation’s Developmental Science Program, que financiou o estudo. “É balbucio, mas faz parte da dança da linguagem”.

Um estudo conjunto no MIT, Harvard e na Universidade da Pensilvânia levou essa correlação ainda um passo adiante. Ele descobriu que crianças de 4 a 6 anos que conversavam mais tinham mais ativação na área de Broca, uma seção do cérebro ligada à produção da fala.

Além disso, as crianças com área de Broca mais ativa geralmente apresentam melhor desempenho em testes de linguagem. Dessa forma, ao encorajar a conversação desde cedo, você pode ajudar seu filho não só a aprender a falar mais rápido, mas também a promover o desenvolvimento crítico do cérebro.

2. Pense seriamente sobre o tempo de uso de telas

Passar o tempo em frente às telas costuma ser considerado um inimigo do sucesso, vinculado a problemas na escola, obesidade e interações sociais menos eficazes. Esse impacto em uma criança, no entanto, evidencia mais o que ela está deixando de fazer ao se conectar.

“Não é tanto que a TV seja tóxica de alguma forma, é que se eles passam uma hora assistindo TV, eles passam uma hora sem fazer as coisas que estimulam seu desenvolvimento”, explica o Dr. Vishton.

Seu filho passar muito tempo nas telas faz com que ele passe menos tempo fazendo atividades que ajudariam no desenvolvimento (Foto: Getty Images)

Para os pequenos, coloque programas que são uma exceção à regra. A Vila Sésamo, por exemplo, é o padrão ouro da televisão educacional, consultando especialistas para garantir que o público aprenda o assunto pretendido em cada segmento. (Se você está curioso para saber se o programa favorito do seu filho fez pesquisas semelhantes, dê uma olhada no site deles, pois eles costumam divulgar essas informações).

3. Garanta que o seu filho durma tempo o suficiente

Para os seus filhos, não apenas a quantidade de sono que eles dormem, mas também a consistência de uma rotina de sono influencia no sucesso deles. Cochilos regulares, por exemplo, são essenciais para a capacidade de aplicar novos conceitos de linguagem de maneira abstrata.

Em um estudo realizado por Rebecca Gomez, na Universidade do Arizona, ela descobriu que as crianças que cochilavam quatro horas depois de aprender uma nova palavra ou regra gramatical eram mais propensas a lembrar dela no dia seguinte. Crianças de 18 meses podem até aprender regras e aplicá-las em sentenças inteiramente novas se houver um cochilo, o que não conseguiriam se ficassem acordados.

O sono do seu bebê tem tudo a ver com o sucesso dele no futuro (Shutterstock)

A necessidade do sono só aumenta à medida que o seu filho cresce. O cérebro em 30 meses amadurece o suficiente para permitir uma repetição neural, que é a maneira da mente fazer um balanço do que você aprendeu de novo enquanto você dorme para guardar na memória. Durante o ensino fundamental, seu filho vai precisar de cerca de 9 a 11 horas de sono por noite para armazenar o máximo de conteúdo das aulas do dia anterior.

4. Ensine para o seu filho o valor do processo

A diretora Lauren Schell, da escola americana ‘Holy Redemer Catholic School’, na Geórgia, vê o sucesso nos alunos que valorizam o processo de aprendizagem tanto quanto as notas que recebem. “As crianças tendem a buscar uma recompensa rápida, mas o sucesso na escola geralmente envolve esforço contínuo e gratificação atrasada”, explica. “Como pais, precisamos ajudar nossos filhos que estão amadurecendo nesse processo”.

Construir uma rotina e definir expectativas vai ajudar o seu filho a compreender os benefícios da consistência e do gerenciamento do tempo. Essas expectativas se tornarão próprias conforme eles forem amadurecendo e vendo as recompensas desse esforços ao longo do tempo, quer estejam estudando muito para uma aula difícil ou simplesmente limpando o quarto.

5. Incentive a brincadeira de faz-de-conta

Brincar com cenários fictícios é fundamental durante a primeira infância, desde brincar de casinha até fazer um novo amigo imaginário. Embora, olhando pra trás, você se lembre desses momentos com nostalgia daquela época da sua própria infância, o desenvolvimento mental que o seu filho experimenta com as brincadeiras de faz-de-conta vai acompanhá-lo pela vida toda.

Cientistas do desenvolvimento, como o Dr. Vishton, costumam dizer que “brincar é coisa de crianças pequenas”. Conforme seu filho adota um papel específico, ele constrói um mundo imaginário próprio e convida os amigos a participar da jornada que ele mesmo estabeleceu. Ele aprende a ser mais criativo, a ter uma comunicação melhor a longo prazo e desenvolve melhor a habilidade resolução de problemas.

Brincar de faz-de-conta ajuda no desenvolvimento do seu filho (Foto: Matt Ridley on Unsplash)

6. Crie uma rede de apoio na escola

Enquanto seu filho se forma no ensino fundamental, a visão de mundo dele se expande para as horas passadas dentro da sala de aula. Os professores, em particular, têm uma forte influência nesse crescimento, trazendo experiências e compreensão de marcos e expectativas do desenvolvimento.

Combinado isso com o seu conhecimento sobre o seu filho e as necessidades dele, a escola e a família não só podem, como devem trabalhar juntas para promover o sucesso da criança à medida que ela progride de série a série.

“O conjunto de habilidades dos professores e funcionários em uma escola e o conhecimento pessoal que um pai tem da personalidade e pontos fortes de uma criança é uma combinação poderosa que beneficia todas as crianças”, diz Schell. “Quando ouvimos e respeitamos as percepções uns dos outros, formamos um sistema de apoio para a criança, a família e a escola”.

Tradução feita por Letícia Mutchnik, filha de Sofia e Christiano, é estagiária na Pais&Filhos e estudante de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero.