Vídeo: Menina de 3 anos viraliza ao alimentar jacaré no Mato Grosso do Sul

Segundo o pai da criança tudo foi feito com muita segurança

Resumo da Notícia

  • Um vídeo de uma menina viralizou nas redes sociais recentemente
  • Maria Luiza de apenas 3 anos aparece alimentando um jacaré
  • O pai da garota garantiu que tudo foi feito com segurança

Um vídeo de uma menina viralizou recentemente nas redes sociais. Nas imagens, Maria Luiza, 3, aparece alimentando um jacaré com uma piranha, no Pantanal de Mato Grosso do Sul. O pai da menina, Luiz Felipe Mendes, é biólogo e cinegrafista, e disse ao G1 que a cena foi registrada durante uma atividade de pesca e solta de piranha em uma baia particular, no interior do estado.

-Publicidade-

“Na hora de ir embora a gente começou a lançar as piranhas que tínhamos pego para eles. Foi quando a Maria jogou um peixe pequeno que ele não quis. Ela ficou muito chateada e, para ajudar, o guia que estava com a gente teve a ideia de colocar um peixe maior e oferecer para o bicho”, contou o pai.

Maria Luiza alimenta o jacaré com piranhas
Maria Luiza alimenta o jacaré com piranhas (Foto: Reprodução/G1)

Mesmo parecendo amedrontador a situação, o pai garantiu que tudo foi feito com a maior segurança e, por ter muito contato com a natureza e com o Pantanal, a família sabe reconhecer quando o bicho permite aproximação. “Naquele momento ela viu que o animal não estava oferecendo perigo, do mesmo jeito que nós também estávamos respeitando os limites deles”, afirmou. Para assistir o vídeo clique aqui! 

“Não estávamos alimentando os jacarés, até porque sabemos que não é permitido. Não é algo que o local oferece e também a atividade esportiva não estava sendo feita em um rio, até porque estamos em fase de piracema. Foi um momento único que conseguimos registrar”, relatou.

Residentes em Dois Irmãos do Buriti, a 150 km de Campo Grande, o pai afirma que a menina, de apenas 3 anos, já tem muita sensibilidade com a natureza. “A finalidade da gente levar a Maria desde pequena para o Pantanal é para ela ver como a natureza é importante e também entender que é necessário cuidar e conservar”, pontuou Luiz.