Especiais

Ministro Alberto Beltrame conta sobre a importância da mãe e fala sobre o programa ‘Criança Feliz’

Seguimos o nosso dia de Seminário com essa palestra exclusiva

Gabrielle Molento

Gabrielle Molento ,Filha de Claudia e Pedro

7088567b-39c6-46ad-af6e-b387e9c03bb0

(Foto: Gustavo Morita)

E o seminário não para por aí. O Ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, falou um pouco sobre o tema do Seminário “Porque ser mãe é o máximo” e apresentou o programa “Criança Feliz” do Governo Federal na volta da pausa para o almoço. Antes de virar ministro, ele foi pediatra, o que tem tudo a ver com a pais e filhos, não é mesmo?

Quando perguntando pela nossa mestre de cerimônia “Porque ser mãe é o máximo” disse que gostaria primeiro de falar o “Porque ter mãe é o máximo”. A mãe de Beltrame faleceu há pouco e ele guarda grande carinho por ela.

“Minha mãe era uma figura extraordinária, espetacular, um porto seguro e o centro da nossa família. Conselheira permanente, ombro amigo e mentora intelectual até o final… E pra mim ser mãe é isso. Além disso, como perdi meu pai muito cedo ela foi mãe e pai”, contou o ministro.

“Ser mãe é isso, dar conselhos, ser ombro amigo, ser porto seguro… É um significado muito profundo!”. O ministro também disse que acredita que ser mãe deve ser uma experiência única e incrível.

“O desafio quando se tem um filho é prepará-lo para o mundo e a nossa tarefa é prepará-los adequadamente dando segurança. Por isso o vínculo com a mãe e a tarefa de ser porto seguro é tão importante”, disse Beltrame.

Criança Feliz

Falando sobre o programa Criança Feliz, Beltrame contou que em 2015 foi aprovada por unanimidade a lei que coloca a primeira infância no centro das atenções das políticas públicas. E assim surgiu o programa.

O ministro contou sobre o desenvolvimento infantil e, por ter atuado como pediatra, explicou que o momento importante de desenvolvimento é entre