Especiais

“Nem todo mundo que pariu é mãe. Nem todo mundo que é mãe pariu”, afirma Vera Iaconelli

Vera resumiu a função da mãe em três tópicos. Vem ver!

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

(Foto: Gustavo Morita)

(Foto: Gustavo Morita)

A psicóloga Vera Iaconelli, mãe de Gabriela e Mariana, fechou o nosso ciclo de palestras no nosso 5° Seminário Internacional Pais&Filhos, “Porque Ser Mãe É O Máximo”, falando sobre “O Que É Ser Mãe”. A especialista já chegou tocando fundo no coração das mães com a intenção de aliviar um pouco a culpa. “Hoje as pessoas estão fazendo uma guerra na internet para dizer quem é mais mãe do que a outra. São fantasias do que é exercer a maternidade com ‘perfeição'”, afirmou Vera.

Vera também comentou que as mães atuais procuram mais informações sobre os cuidados com a criança. Querem saber como amamentar, como alimentar, como fazer dormir. Mas, segundo a especialista, isso não resume a função materna. Por quê? Uma enfermeira poderia muito bem exercer esse papel com seu filho, já a sua função vai muito além! A definição de mãe foi resumida pela nossa palestrante em 3 tópicos:

1. Responsabilidade absoluta

A responsabilidade materna e paterna com as crianças é absurda. É tão absurda que qualquer coisa que aconteça com a criança, você acha que é sua culpa. De acordo com Vera, esse senso de responsabilidade intensa é importante, porque, principalmente no início da vida, filho precisa de você 24 horas por dia.

2. Transmissão

É sua responsabilidade transmitir ensinamentos e valores para o seu filho. “A gente que ensina a dar bom dia no elevador. O que acontece hoje é que os pais querem muito ser queridos pelos filhos e estão esquecendo da sua posição”, comentou Vera. Você também transmite sua história geracional involuntariamente para a criança. É uma coisa que a gente faz de maneira inconsciente e faz parte da construção da família.

3. Amor

A verdade é que você pode gostar muito dos seus amigos, amar demais o seu marido, mas o amor que você tem pelo seu filho é ÚNICO, porque é feito do seu amor próprio. “Eu diria que é um amor que vai além da vida, mesmo que o filho se vá, não acaba”, resume a psicóloga.

Leia também:

Conheça os livros de Vera Iaconelli, palestrante do nosso 4° Seminário Internacional Pais&filhos

Veja os livros de Vera Iaconelli, palestrante do nosso 5° Seminário Internacional Pais&filhos

Vera Iaconelli retorna para o nosso 5° Seminário Internacional Pais&Filhos

rodapé (1)

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não