Veja as palavras que mais definem cada palestra e mesa-redonda no 11º Seminário Internacional Pais&Filhos

Extra, extra: novidade no 11º Seminário Internacional Pais&Filhos! Saiba quais são as palavras-chaves de cada bate-papo durante todo o evento

Resumo da Notícia

  • Finalmente chegou o tão esperado 11º Seminário Internacional Pais&Filhos apresentado pela Natura Mamãe Bebê e com patrocínio de Ninho
  • O tema desta edição é: 'A Sua Realidade'
  • Confira as palavras que marcaram o dia e cada palestra e mesa-redonda do evento

Novidade na área! Enquanto rola o 11º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Sua Realidade, com palestras incríveis, duas mesas-redondas com convidados especiais e um pocket show para animar a tarde, Jennifer Detlinger, filha de Lucila e Paulo, editora de conteúdos especiais na Pais&Filhos, vai selecionar as palavras que mais definem cada palestra ou mesa-redonda para te deixar ainda mais por dentro do assunto – incrível, né? Veja quais foram as palavras que marcaram o 11º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Sua realidade abaixo e seus respectivos significados!

-Publicidade-

Mesa-redonda com Vera Iaconelli e Lia Bock: 7 (e muito mais) pecados capitais

  • Expectativa

É a condição de quem espera para que algo aconteça, baseando-se em probabilidades ou na sua possível efetivação. Na parentalidade, é preciso entender as expectativas que cabem dentro da sua realidade para encontrar um equilíbrio.

  • Equilíbrio

Estabilidade emocional e mental; controle, autocontrole, autodomínio. Para pais e mães, é entender que existem coisas que simplesmente não dá para fazer. É repensar e equilibrar o que cabe dentro da sua realidade no dia a dia.

  • Culpa

Consciência penosa por ter falhado no cumprimento de algo. Entre os erros e os acertos da parentalidade, a culpa chega junto com a exaustão mental que muitos pais e mães estão sentindo na pandemia. É preciso falar sobre esse sentimento tão turbulento para levar tudo com mais leveza.

Palestra de Marcos Piangers: É o amor

  • Amor

Sentimento profundo e lindo de afeto pelo outro ou alguma coisa. Na parentalidade, é um dos maiores sentimentos e que é inexplicável. O amor precisa ser desprendido, não egoísta e genuíno para ser de verdade.

  • Esperança

É acreditar num futuro possível e melhor junto de quem a gente ama. É o sentimento que nos faz seguir a cada dia juntos, em busca de felicidade para os nossos filhos. É o impulso para eternizarmos nossa existência por meio dos filhos, mesmo com tantas dificuldades.

  • Doação

Ato de ajudar o próximo, seja doando algo físico ou não. Na parentalidade, o verdadeiro amor é aquele que doa sem esperar nada em troca (mas ganhando muito!). Doar é criar o filho para o mundo.

Bate-papo com Miá Mello e a mãe, Marileni Melo: Pagando a língua

  • Razão 

Essa é a faculdade do ser humano que permite conhecer, julgar e agir de acordo com determinados princípios. Mas na parentalidade, os filhos vêm para quebrar a razão e trazer muito aprendizado — e está tudo bem com isso!

  • Acolhimento 

Abrigo pelo qual não se pede nada em troca. Lugar em que nos sentimos confortáveis e seguros. Espaço de amparo, proteção e refúgio – como colo de mãe e pai, sem julgamentos e com liberdade.

  • Paciência 

Virtude que consiste em suportar momentos difíceis e desafiadores, mas com calma e serenidade, sempre com pensamento positivo. Ter filho é perder a paciência e ganhar paciência o tempo todo! É sobre passar noites em claro, sabendo que dias melhores virão e que essa é apenas uma fase!

Palestra de Humberto Baltar: Confia e vai!

  • Coragem 

Grande força ou energia de enfrentar o perigo ou desconhecido. Na parentalidade, costumamos dizer que se der medo, tem que ir com medo mesmo! E também é preciso coragem para colocar pra fora suas angústias e expor que você precisa de ajuda como pai ou mãe.

  • Pluralidade 

Qualidade de ser ou ver diversidade, multiplicidade. A nossa trajetória e forma de enxergar o mundo é só uma. Mas existem várias outras maneiras de ser pai e mãe. É importante abrir os olhos para o outro e cada realidade que existe.

  • Vulnerabilidade 

Característica de algo que é sujeito a críticas por apresentar falhas. Não existe pai ou mãe perfeitos. Expor os sentimentos, incertezas, angústias e a realidade nua e crua é necessário para aprender a confiar cada vez mais em você mesmo na parentalidade.

Mesa redonda com Aline Barbosa, Daniela Becker, Fafá Conta e Thiago Queiroz: Mil e uma realidades

  • Palpite

Sugestão não solicitada, opinião que não foi pedida. Algo comum de ouvir sendo pai ou mãe. Quando o erro é acolhido com empatia, fica tudo bem. Mas, infelizmente, muitas vezes os erros são expostos e recebidos com muito julgamento.

  • Realidade 

Qualidade ou estado do que é real, o oposto do imaginativo. Na parentalidade pode ser completamente o contrário do que planejamos. E com certeza a sua realidade é diferente da todo mundo que você conhece.

  • Imperfeição 

Defeito, falha, o que não é perfeito – e ainda bem! Mostrar ao seu filho as suas imperfeições te transforma em um pai ou mãe mais humano, que permite que ele seja assim também: imperfeito e único do jeito que é!

O tema do 11° Seminário: A Sua Realidade

Colocar um filho no mundo é um exercício para a vida inteira. E vamos falar a real? Não existe mãe, pai ou filho perfeitos. Não fala que você não vai errar durante a maternidade ou paternidade, porque você vai. Ao mesmo tempo, é importante fugir daquela obrigação de estar sempre expondo os seus erros como mãe ou pai para todo mundo.

Mas conforme seu filho vai crescendo, como fica essa relação entre os erros e os acertos? O sofrimento e a realização plena? A felicidade e a tristeza? A culpa e o alívio? E se a maternidade gera tanta culpa e dor, por que vale a pena? Esse é o tipo de pergunta que não tem justificativa. É tentar explicar o inexplicável: o amor de mãe e pai. Afinal, é com o amor e construção da parentalidade que os erros se transformam em acertos. E vice-versa.

Cada família tem a sua realidade e sabe o que é melhor para o filho no momento da criação. Em meio a esses erros e acertos, você vai encontrando aos poucos a sua forma de amar, cuidar e criar vínculos entre pais e filhos. Por isso, chegamos ao tema desta edição.

Programação 11º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Sua Realidade

  • 11h | Abertura
  • 11h20 | Mesa-redonda – 7 (e muito mais!) pecados capitais – com Vera Iaconelli e Lia Bock
  • 12h50 | Palestra: É o amor – com Marcos Piangers, pai de Anita e Aurora, jornalista, escritor e colunista da Pais&Filhos
  • 14h20 | Pocket-show com Negra Li, mãe de Sofia e Noah, cantora, compositora e colunista da Pais&Filhos
  • 15h00 | Bate-papo com Patricia Tobo, filha de Paulo e Maria, pesquisadora e vice-diretora de Ciências de Bem-Estar da Natura
  • 15h30 | Palestra – Pagando a língua – com Miá Mello e Marcileni Melo, filha e mãe
  • 16h30 | Bate-papo com Família Baltar -Humberto e Thainá, pais de Apolo
  • 16h50 | Palestra: Confia e vai! – com Humberto Baltar, pai de Apolo, educador e fundador do coletivo Pais Pretos Presentes
  • 17h40 | Mesa-redonda: Mil e uma realidades – com Thiago Queiroz, Daniela Becker, Fafá Conta e Aline Barbosa
  • 18h50 | Encerramento