10 atitudes para o pai contribuir com o desenvolvimento dos filhos

Você sabe o que é paternidade positiva? Essa matéria tem tudo o que você precisa saber sobre isso

pais
(Foto: Shutterstock)

Nos tempos modernos, pai e mãe são, igualmente, importantes na criação dos filhos e, cada vez mais, a figura paterna está presente, participando ativamente nas tarefas diárias da rotina dos filhos, apoiando nas derrotas e vibrando nas conquistas.

-Publicidade-

A paternidade positiva defende exatamente essa presença essencial.

O problema é que com a vida corrida, o trabalho e os ponteiros do relógio não dando trégua, o tempo para curtir as crianças acaba ficando curto demais. Os estudos são provas disso! Segundo pesquisa da Better Balance (Beyond The Breadwinner), 74% dos homens acreditam que o tempo gasto no trabalho os impede de serem os pais que gostariam de ser.

-Publicidade-

“É comum, por exemplo, os pais se queixarem de que gostariam de passar mais tempo com os filhos. No entanto, o tempo é um recurso e não um objetivo. É realmente a qualidade do tempo e não a quantidade que mais importa,” acrescenta Flora Victoria, vice-presidente da SBCoaching, empresa referência no segmento de coaching, e mestre em Psicologia Positiva pela University of Pennsylvania – USA.

Um pai presente só traz benefícios à criança, como o desenvolvimento de uma segurança e autoestima maiores. O pai precisa acompanhar de perto a educação dos filhos, representando um apoio e, mais que isso, um exemplo. Já deu para entender o quanto a sua presença é importante, pai?

A ligação entre pai e filho, assim como com a mãe, acontece da forma mais natural e instintiva. O pai deve ser um instigador da curiosidade e da alegria, que são fundamentais para o desenvolvimento da criança. Uma dica da nossa especialista Flora é tornar-se um companheiro para as brincadeiras. “Brincar é sempre saudável, cria laços fortes e faz bem tanto para a criança quanto para o adulto”.

Abaixo uma lista do que você pode começar a praticar neste domingo, em comemoração ao Dias dos Pais, e, depois, guardar, como mandamentos para a sua vida paterna.

 1. Uma boa integração entre mãe e pai vai resultar sempre em uma boa relação entre pai e filho;

 2. Fique por dentro dos seus objetivos como pai e use suas experiências e qualidades a favor do desenvolvimento dos filhos;

 3. Aproveite cada segundo do tempo que você passa junto ao seu filho;

 4. Tente entender as pistas emocionais que o seu filho dá para você;

 5. Saiba controlar com as suas próprias emoções para não interferir demais na vida da criança;

 6. Aceite os limites da criança de acordo com as fases de seu desenvolvimento;

 7. Seja engajado: esteja sempre envolvido nas atividades do filho, seja nos estudos, nas brincadeiras e nos esportes. O pai deve ter participação ativa;

 8. Promova emoções positivas, estimulando seu filho a refletir sobre ideias e atitudes cotidianas;

9. Estimule a curiosidade da criança! O diálogo com os filhos pode ser um bom incentivo e perguntas do gênero “quem, onde, como e por quê?” incitam a busca por respostas;

 10. Não elogie apenas as qualidades. A cada conquista, o pai deve reconhecer o esforço do filho como forma de valorizar o seu empenho;

Leia também:

Pais atraentes normalmente têm filhas e não filhos, mostra estudo

Pesquisa diz que pais que participam da educação criam filhos mais inteligentes

    -Publicidade-