;
Família

10 países mais felizes do mundo para você morar com a sua família

A Finlândia está em 1° lugar no ranking

Izabel Gimenez

Izabel Gimenez ,filha de Laura e Décio

Sorria! (Getty Images)

Desde 2012, um grupo se organiza para rankear e definir quais são os países mais felizes do mundo. A decisão foi feita em apoio com uma reunião da ONU sobre “Bem-Estar e Felicidade: Definindo um Novo Paradigma Econômico”. De acordo com o Relatório Mundial, eles avaliam uma série de capítulos encomendados sobre tópicos especiais que aprofundam a ciência do bem-estar e a felicidade em países e regiões específicos:

  • Ligações entre governo e felicidade
  • O poder do comportamento pró-social
  • Mudanças na tecnologia da informação

Em primeiro lugar ficou a Finlândia, depois Dinamarca e em seguida Noruega. Olha só a lista completa:

  • 1º Finlândia
    Nota geral: 7,769
  • 2º Dinamarca
    Nota geral: 7,600
  • 3º Noruega
    Nota geral: 7,554
  • 4º Islândia
    Nota geral: 7,494
  • 5º Holanda
    Nota geral: 7,488
  • 6º Suíça
    Nota geral: 7,480
  • 7º Suécia
    Nota geral: 7,343
  • 8º Nova Zelândia
    Nota geral: 7,307
  • 9º Canadá
    Nota geral: 7,278
  • 10º Áustria
    Nota geral: 7,246

Enquanto o Brasil não entra nessa lista, Tal Ben-Shanar, professor de Felicidade da Universidade de Harvard, separou 5 dias para ser uma família mais feliz. Dá uma olhada:

1. Permita-se ser humano e aprenda a conviver com as suas falhas: Você não deve se cobrar tanto. É  normal se sentir culpada da maternidade, mas é importante saber lidar com isso. Quando você decide levar a vida de um jeito mais leve encontra a felicidade no sorriso do seu filho!
2. Aprenda a lidar com o estresse: Encontrar momentos relaxantes na sua rotina ou até mesmo criar é superimportante! Se você é fã de leitura, reserve um tempo do seu dia para ler. Se relaxa ao brincar com seus filhos, faça isso pelo menos uma vez ao dia. Caso seja relaxante uma aula de dança, procure!
3. Faça exercícios regulares: No mínimo 3 vezes por semana encontre algum exercício para fazer, uma caminhada, uma ida a academia, uma aula de vôlei, natação… O que mais te agradar!
4. Foque nas relações pessoais: Esqueça o online! O lance importante aqui é estar presente. Principalmente quando se trata dos seus filhos e da sua família, esteja presente. Vá ao recital do seu filho na escola, priorize as atividades dele aos encontros de trabalho.
5. Seja grato: Não precisa explicar muito, não é? Mas tente, em vez de reclamar, agradecer por tudo o que você tem e já conquistou.
Leia também: