5 formas de achar paixões que não tem nada a ver com seus filhos

Existem mais coisas a fazer do que ser mãe, por isso, te ajudamos a ir atrás de seu hobby

Te ajudamos a descobrir hobbies incríveis que vão mudar sua vida (Foto: iStock)
Te ajudamos a descobrir hobbies incríveis que vão mudar sua vida (Foto: iStock)

Lembra-se de tudo o que você amava antes de ter filhos? Não? Tudo bem, a maioria dos pais não lembra! Uma vez que você tem filhos, é fácil enterrar os seus desejos embaixo dos deles – e se tornar vítima da temida culpa de mãe versus um tempo “para mim”. Mas as nossas paixões são o que nos deixam vivos, tanto como pessoas quanto como pais, então é essencial que continuemos a ir atrás delas.

E aqui vai: não pense nisso como se dar o luxo, porque esse termo é egoísta – e quem precisa disso? Ao invés disso, pense como se você estivesse acendendo uma faísca dentro de você, um brilho que também vai cair em cima de sua família. Ignorar sua paixão pode fazer você se sentir vazia, até mesmo depressiva. Quando você vai para a cama à noite se sentindo como se não tivesse realizado nada – mesmo que você tenha feito mil tarefas domésticas e até mesmo trabalhado fora – isso pode ser porque você não passou tempo algum fazendo o que te anima.

Precisa de ajuda para descobrir quais hobbies ou atividades podem te empolgar? Então olhe essas dicas e técnicas:

1. Pense o que você amava fazer quando era criança. Agora vá atrás da versão adulta. Escorregar pelo morro te deixava animada? Tente outras atividades conhecidas pela velocidade e emoção – como esquiar, fazer snowboard, andar de skate, patins ou similares – isso vai trazer de volta aquele sentimento. Amava subir em árvores? Se inscreva em uma casa de escalada. Você adorava colecionar moedas? Pense no que pode colecionar agora (e quão divertido procurar por tesouros isso pode ser).

2. Pense no que você genuinamente ama fazer quando está com seus filhos. Não as coisas que você faz porque eles ficam felizes. Estamos falando de coisas que você fica animado. Quando as crianças são muito novas, por exemplo, você pode descobrir que gosta de fazer quebra-cabeças com elas e começar a comprar versões com 500 e 1000 peças para fazer sozinha – com um copo de chá ou uma taça de vinho e uma música relaxante de fundo – depois que eles forem dormir.

3. Entre em contato com seu “eu interior”. Todas as perguntas da vida estão dentro de você, mas muitas vezes estamos ocupados demais para escutar aquela vozinha de nos diz o que fazer. Passe 10 minutos toda a manhã sentada sozinha e em silêncio, focando em sua respiração. E aí, quando você atingir o estado de conhecimento que vêm naturalmente, pergunte-se o que você ama fazer.

4. Pense onde você gostaria de ir com sua família – mesmo se seus filhos discordem. Pais tendem a pensar em locais onde seus filhos gostariam de ir, como parques de diversões ou boliche. Mas se você não tivesse crianças, onde você passaria um sábado à tarde? Ocasionalmente leve seus filhos à esses lugares, mesmo se eles acharem que não querem ir. Ainda mais se for um data especial, como seu aniversário. Uma vez que eles forem a esses lugares, eles vão aproveitar mais do que imaginaram.

5. Dê vida a algo (além de filhos). Trazer algo artístico ao mundo – seja música, pintura, fotografia, poesia, comida, dança – é uma paixão muito particular. Enquanto todas as paixões nos fazem nos sentirmos bem, criar gera um especial senso de preenchimento. Quando você pensa no projeto que poderia ter trabalhado “se tivesse tempo”, o que vêm à sua mente? Faça ao menos uma versão júnior disso agora. Inscreva-se uma vez na semana em uma aula de poesia ou comece a escrever um diário. Não deixe você se censurar ou julgar seus talentos, a ideia é se sentir bem enquanto estiver fazendo isso – para ter uma vida feliz e preenchida além das coisas boas que você recebe de seus maravilhosos filhos.

Leia mais:

5 maneiras de redescobrir suas paixões

Sou feliz na maternidade porque também me realizo no trabalho!

É possível, sim! 10 dicas para as mães conciliarem família e trabalho