56% dos pais afirmam que filhos estão passando mais tempo em frente às telas na quarentena

Os dados são de uma pesquisa encomendada pela Avast e realizada pela Toluna, que relata um pouco sobre essa mudança de comportamento durante o isolamento social

Resumo da Notícia

  • 56% dos pais afirmam que filhos estão passando mais tempo em frente às telas na quarentena
  • Os dados são de uma pesquisa encomendada pela Avast e realizada pela Toluna
  • A pesquisa foi respondida por 525 pais
  • Veja o que eles descobriram

Você provavelmente notou que seus filhos estão passando mais tempo em frente às telas durante o isolamento social. Talvez já tenha até rolado algumas broncas ou brigas dentro de casa quando se trata deste assunto. Uma pesquisa online encomendada pela Avast e realizada pela Toluna, porém, prova que você não é a única! Segundo a pesquisa, 56% dos pais disseram que os filhos estão passando mais tempo em frente às telas durante esse período.

-Publicidade-
A pesquisa foi respondida pelos pais (Foto: Getty Images)

A pesquisa foi feita com 525 pais brasileiros entre os dias 16 a 22 de junho de 2020. Os resultados provam que os pais perceberam mudanças no comportamento dos filhos durante a quarentena. De acordo com o que foi divulgado pelo portal R7, a questão em que os pais mais concordaram foi a “meu filho tem passado mais tempo na internet agora do que antes da quarentena“, onde 56% afirmaram que perceberam esse aumento. Cerca de 51% dos argentinos e 50% dos mexicanos também compartilham da mesma opinião.

Mas afinal, como é gasto esse tempo online? Para cerca de 38% dos pais que responderam a pesquisa, o filho está passando mais tempo nos jogos online. Aproximadamente três em cada dez (27%) dizem que o filho passou a maior parte de tempo do confinamento em atividades nas mídias sociais, como assistir conteúdos, fazer selfies no Instagram ou criar vídeos no TikTok. Por fim, 21% dos pais no Brasil acreditam que o filho tenha passado mais tempo em bate-papo online, se comunicando com os amigos durante a quarentena.

-Publicidade-

Segurança

É preciso se preocupar com a segurança online (Foto: Getty Images)

“Com os filhos navegando por mais tempo no universo online é importante que os pais estejam atentos ao comportamento das crianças e adolescentes no mundo digital, ensinando-os princípios básicos de segurança e privacidade cibernética”, pontuou André Munhoz, Country Manager da Avast no Brasil.

Julia Szymanska, Embaixadora de Segurança Infantil da Avast, reuniu uma série de dicas para ajudar os pais a lidarem com essas ameaças online:

  • Os pais devem evitar deixar seus filhos se conectarem à internet sem a presença deles. É sempre conveniente ter um adulto de confiança por perto das crianças quando estiverem online, para que possam consultá-lo e para que os pais estejam atentos ao que o menor está fazendo no universo digital;
  • Os pais devem verificar, ocasionalmente, o que as crianças estão fazendo na internet e incentivar conversas regulares sobre a segurança online;
  • É fundamental que os pais conversem com os seus filhos, mas também é relevante que as crianças e adolescentes aprendam habilidades técnicas na escola. Desde cedo, as crianças precisam aprender como é o phishing, como reagir se um estranho enviar uma mensagem nas mídias sociais, quais configurações de privacidade devem ser definidas e as razões de serem importantes e como lidar melhor com o cyberbullying;

O Prime Day da Amazon está chegando! Nos dias 13 e 14 de outubro, você terá descontos incríveis em todas as categorias do site da Amazon. Confira as ofertas AQUI! As promoções são exclusivas para membros Prime, então se você ainda não é assinante, aproveite para fazer sua inscrição CLICANDO AQUI. A assinatura é de apenas R$ 9,90 por mês e, além de promoções especiais, você tem acesso a filmes, séries e desenhos animados, e direito a frete grátis nas compras do site.

-Publicidade-