61% dos brasileiros deixaram de ir ao médico devido à pandemia de coronavírus, aponta estudo

O principal motivo da desistência é o medo de infecção. A pesquisa descobriu também que 3 em cada 7 brasileiros conhecem alguém que já foi contaminado pela covid-19

Resumo da Notícia

  • Estudo aponta que 61% dos brasileiros deixaram de ir ao médico devido à pandemia de coronavírus
  • O principal motivo é o medo de se infectar
  • Isso fez com que outros problemas de saúde fossem negligenciados
  • Veja a pesquisa completa
Segundo estudo, 61% dos brasileiros deixaram de ir ao médico desde o início do coronavírus (Getty Images)

Desde que o novo coronavírus passou a se tornar uma preocupação no Brasil, as pessoas foram orientadas a ficar em casa. Seguindo essa orientação, muitos brasileiros deixaram de ir à um hospital ou centro de saúde, por medo de se infectar.

-Publicidade-

O mais recente estudo do Trocando Fraldas constatou que, de todos os entrevistados, pelo menos 61% deles deixaram de ir à uma consulta médica desde que a pandemia começou. Sendo assim, percebe-se que ao tentar conter a pandemia, outros problemas de saúde são negligenciados, exames não são feitos, e falta prevenção, como por exemplo para o câncer ou doenças infecciosas.

Em Roraima, pelo menos 74% dos participantes deixaram de ir à uma consulta médica desde que a pandemia começou. Logo em seguida aparecem o Acre, o Amazonas e a Paraíba com 70% dos entrevistados. Já no Rio de Janeiro, segundo estado mais afetado pelo vírus, 62% da população já deixou de ir ao hospital. E em São Paulo, o estado mais afetado, o percentual é de 59% dos participantes. Rio Grande do Sul e Santa Catarina são os estados que apresentam os menores percentuais, 50% e 49% respectivamente.

-Publicidade-

O estudo também constatou que 3 em cada 7 brasileiros conhecem alguém que já foi infectado pelo novo coronavírus. Em São Paulo, esse número é de 45%. No Rio de Janeiro, mais da metade dos entrevistados conheciam alguém que foi infectado. Esse cenário se repetiu no Amazonas, Pará e Amapá, chegando a um porcentual de 70%.  Já no Rio Grande do Sul e em Minas Gerais, somente 20% da população conhece alguém que já pegou a doença.

Novo aplicativo Pais&Filhos Interativo: teste seus conhecimentos, acumule pontos para trocar por prêmios e leia conteúdos exclusivos! Para baixar, CLIQUE AQUI.

-Publicidade-