68 anos depois de ser adotado homem encontra família biológica e conhece a própria história

Michael Bennett recebeu uma mensagem inusitada da sobrinha e encontrou uma grande família esperando por ele

Resumo da Notícia

  • Michael Bennett, aos 68 anos, encontrou através de um teste de DNA a família biológica
  • Ele recebeu uma mensagem da sobrinha perguntando da história dele
  • Atualmente aos 70 anos, toda a família se reúne para comemorar os feriados

Um senhor de 70 anos descobriu, através de um teste de DNA, uma outra família que estava esperando por ele. Michael Bennett, nasceu no Japão em 1951, pós-Segunda Guerra Mundial e aos três anos de idade foi adotado por uma família americana.

-Publicidade-

Ele disse ao portal Today um pouco sobre a infância: “Tive uma infância muito feliz. Eu adorava meus pais”. Tudo que ele sabia sobre a família biológica era o nome dos pais: a mãe japonesa Yoshiko Nakajima e o pai americano Dick Webster.

68 anos depois de ser adotado, homem encontra família biológica
68 anos depois de ser adotado, homem encontra família biológica (Foto: Reprodução/Youtube)

Depois de mais velho, Michael entrou para o exército e logo depois começou a própria família nos Estados Unidos, morando em Fort Woth, no Texas. Porém, em 2019 ele recebeu uma mensagem inusitada de um aplicativo de genômica pessoal e biotecnologia “23andMe”.

Uma jovem chamada Damien da cidade de Cincinnati, Ohio, contatou Michael perguntando sobre a história da família: “Foi alguém que disse ‘ei, temos muito DNA em comum e não sei quem você é. Conheço toda a minha família. Eu não sei quem você é’”.

68 anos depois de ser adotado, homem encontra família biológica
68 anos depois de ser adotado, homem encontra família biológica (Foto: Reprodução/Youtube)

Damien conhecia a mãe de Michael e ela ainda disse: “Nós sabemos quem é seu pai,” Damien respondeu. “E você tem uma família enorme e todos eles querem falar com você”. Logo depois disso, o homem entrou em uma ligação com a tia da jovem, Robin Reid. Foi então que Michael descobriu que tinha sete meio-irmãos morando em Ohio, como Robin.

A nova irmã ainda disse que tinha uma foto dele enquanto era criança: “Aquela foto daquele garotinho ficou comigo todos esses anos. Aquela cabeça cheia de cabelos pretos e aqueles lindos olhos escuros ficaram comigo todos esses anos e eu queria saber onde meu irmão estava.”, disse a mulher.

68 anos depois de ser adotado, homem encontra família biológica
68 anos depois de ser adotado, homem encontra família biológica (Foto: Reprodução/Youtube)

Robin disse que o falecido pai militar, Dick Webster, fez de tudo para ficar no Japão criando o filho ao lado da mãe de Michael, mas infelizmente não conseguiu e quando soube que o filho havia sido adotado, não conseguiu vê-lo novamente. “Ele era um homem de coração partido por ter perdido sua família no Japão.”, disse a irmã.

Porém, anos depois Dick se casou com Alma Jean mas nunca deixou de procurar o filho no Japão, pedindo até que seus outros filhos o ajudassem. Nisso, eles descobriram que Yoshiko resolveu colocar Michael na adoção para a proteção dele.

“Ela sabia que seria difícil para mim como uma criança ‘mestiça’ no Japão pós-Segunda Guerra Mundial com uma mãe solteira. Não há dúvida de que ela fez o que fez por amor.”, disse o homem.

Após a ligação, Michael resolveu conhecer pessoalmente a família viajando 14 horas para encontrá-los em Cincinnati. “Pode parecer loucura, mas se você já perdeu um ente querido, conhece a sensação de querer poder olhar nos olhos dele novamente”, comentou Robin sobre conhecer Michael. “Senti como se pudesse ver meu pai novamente. Ele tem os olhos. Foi a sensação mais reconfortante do mundo.”

68 anos depois de ser adotado, homem encontra família biológica
68 anos depois de ser adotado, homem encontra família biológica (Foto: Reprodução/Youtube)

Atualmente, todos se reúnem para celebrar feriados e datas comemorativas ao lado de toda a família: “Eu vou te dizer uma coisa que mudou para mim, da perspectiva da família, curiosamente, eu posso ser um irmão mais velho. E eu aprecio isso. Estou tendo um ótimo momento.”, Michael completou.