7 coisas que todo pai de menina deveria saber

Alguns pais têm dificuldade em entrar no universo das filhas. Se você é assim, fique tranquilo! Pode ser mais fácil do que você imagina

-Publicidade-

 

Sejamos sinceros: tem pai que pira completamente ao descobrir que uma menina está por vir. As dúvidas são normais e bem-vindas, mas elas não podem ser justificativas para que você se afaste da sua filha. Entrar no mundo dela pode ser muito mais divertido do que você poderia imaginar.

-Publicidade-
 1. Sem medo

Por questões sociais e culturais, o desenvolvimento sexual da menina costuma assustar os pais. Relaxe! Seu papel no crescimento da sua filha é fundamental, você é o modelo que ela terá para suas futuras relações. Não se afaste, dê muito carinho e esteja ao lado dela.

2. Seja um exemplo

A convivência entre marido e mulher influencia no emocional da criança, claro. Os pais são os primeiros modelos de uma relação afetiva que ela terá e que repercutirá para o resto de sua vida, é muita responsa. O respeito entre o casal deve ser natural e uma prioridade, além de ser saudável para o relacionamento, isso mostrará para sua filha um caminho e modelo.

3. Lado a lado

Amor e atenção constante deveriam ser direitos básicos da criança! Faça parte das atividades que fazem sentido para sua filha, brinque e converse, assim ela se sentirá querida e protegida. A relação futura entre vocês será mais fácil se for cultivada desde sempre.

4. Se joguem

Não é só porque você tem uma menina que não pode sonhar com seu time de futebol. O esporte tem uma função muito importante para o desenvolvimento das crianças. Além de proporcionar contato com a competição, ajuda a desenvolver a noção da imagem corporal. E já estamos em 2015, né? Mais do que tempo para você se libertar de preceitos antigos de que mulheres não são boas em determinados esportes.

5. Marque na agenda

A gente não acredita nessa de que o pai pode ajudar. O pai deve participar! Vamos combinar que pai e mãe têm a mesma responsabilidade sobre o filho. Então sem essa de deixar de ir às apresentações da escola ou eventos que ela participar. Criança condiciona o amor dos pais a presença, quem não comparece aos eventos deixa a impressão de que ele não está presente. Dessa forma ela sente que não tem o amor do pai garantido, tornando-a insegura.

6. Infinito particular

Se o mundo da sua filha é cor de rosa, se joga nessa! Isso porque pode ser que o universo da sua filha seja mesmo completamente diferente do seu, mas com um pouquinho de disposição você vai conseguir se aproximar dela. E isso traz comportamentos positivos, como a certeza de que ela pode ser criança, pode fazer o que gosta e que tem alguém que cuida dela. Isso é fundamental para que ela desenvolva todo seu potencial!

7. Ao infinito e além!

Meninas têm tanta capacidade quanto os meninos de serem o que quiserem. Gênero não tem nada a ver com inteligência. Foi-se o tempo em que somente as mulheres eram responsáveis pelos trabalhos domésticos, cuidado com os filhos e eram vistas como sexo frágil, ufa! É papel dos pais incentivar as filhas a serem o que quiserem e ajudá-las a se sentirem confiantes com suas escolhas.

Consultoria: Dr. Bruno César Afonso, psicólogo, filho de Antonio e Katia.