Família

7 dicas para passar mais tempo com seu filho se você faz parte do time dos pais que trabalham demais

Separamos truques simples que vão fazer toda a diferença na rotina da sua família

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

Estratégias simples para otimizar o tempo com seu filho (Foto: iStock)

Se você está frustrado por ter que ficar apenas algumas horas com seus filhos, tente essas estratégias simples para otimizar seus momentos e confie que elas são suficientes. Lisa Lombardi, uma jornalista americana, compartilhou que um dia o filho mais velho comentou em um tom de voz feliz: “Mãe, eu passei mais tempo da minha vida com a babá Mable do que com você e o meu pai”. Isso provavelmente deve estar na lista das coisas que pais jamais iriam querer escutar dos seus filhos, então ela se sentiu arrasada. 

Mas calma, é necessário que você abandone essa culpa, até porque todo o seu trabalho duro é para dar o melhor para os seus filhos. Além disso, um estudo da Escola de Negócios da Harvard Escola publicado no ano passado descobriu que filhos de mães que trabalham crescem tão felizes quanto as crianças de mães que não trabalham. Ou seja, o importante é você fazer o momento com o seu filho valer a pena. Veja algumas dicas para otimizar o tempo em família e torná-lo mais gratificante para todos.

(Foto: Getty Images)

Pratique a atenção no mundo real

Foque no agora. Pegue um tempo para perceber e apreciar os pequenos prazeres no seu dia. Viva o momento e extraia emoções positivas disso. Você pode também reconsiderar a maneira como você percebe uma situação, ou seja, emane otimismo. Claro que você terá dias ruins, mas pensar em arrependimentos e emoções negativas só fará com que você se torne mais ansiosa e oprimida. 

Pouco tempo também vale muito

“Não é preciso muito tempo para se conectar com uma criança. Dez bons minutos podem mudar uma semana inteira”, afirma Kate Rope, autora do livro “Strong as a Mother: How to Stay Healthy, Happy and (Mostly) Sane From Pregnancy to Parenthood”. 

Encontre pequenas maneiras de sentir menos pressionado

Considere como você pode otimizar suas tarefas. Daisy Dowling, fundadora da Workparent, uma empresa de treinamento focada em pais que trabalham, jura que esse truque funciona: mantenha uma lista de tarefas prontas. Sim! Em vez de anotar coisas que você precisa fazer, escreva o que você já fez. “Isso muda sua perspectiva de que está falhando para que está realizando muitas coisas”, diz Daisy. 

Afaste-se do seu telefone

Claro, o mundo do trabalho moderno muitas vezes espera que estejamos acessíveis 24 horas por dia. Além disso, as redes sociais criam um tipo diferente de obrigação. Mas tentar estar disponível toda hora no celular pode ser uma receita para o esgotamento emocional.  

A tecnologia também mexe com a nossa cérebro de maneiras reais

“Os celulares podem ativar a parte não social do cérebro que se concentra na estimulação e não conexão com outras pessoas”, explica Daniel Siegel, professor clínico de psiquiatria na Faculdade de Medicina da UCLA. E muitas crianças também chegaram à mesma conclusão. Quando um professor da segunda série na Louisiana recentemente pediu à classe que escrevesse sobre a invenção que eles desejariam que nunca tivesse sido inventada, quatro de seus 21 alunos disseram que eram os telefones dos pais.

Use o poder do toque 

Foi comprovado que o contato pele a pele ajuda bebês prematuros a ganhar peso mais rápido e alivia a dor e ansiedade em crianças de todas as idades. De fato, um estudo recente descobriu que apenas tocar um ente querido não só reduz o estresse, mas também também faz com que as suas frequências cardíacas se sincronizem. Então, dar aos seus filhos uma abraço rápido (ou longo!) pode realmente ajudá-lo em um nível fisiológico.

Veja alguns rituais que essas pais fazem com seus filhos e inspire-se:

“Toda sexta à noite temos nosso jantar de tacos sem qualquer celular por perto” – Melissa Gunning, editora digital, de Alameda, Califórnia

“Todas as noites antes de fazermos nossa orações, meu marido e eu cantamos uma música com nossos filhos. Fazemos até a dança e damos muitas risadas. É muito divertido!” – Jessica Peavy, veterinária, de Smithfield, Virgínia

“Eu e minha filha assistimos algo juntas e cozinhamos. Além disso, também gostamos ter um bate-papo na hora de dormir, então conto histórias embaraçosas da minha infância e ela se abre sobre como foi o dia dela” – Robert Meyerhoff, executivo de comunicação corporativa, de Oakland, Califórnia

Leia também:

Mãe que trabalha fora: relaxa, seu filho não é menos feliz por isso

O equilibrismo dos pais na Copa

8 enfermeiras que trabalham juntas dão à luz no mesmo período: “Mal podíamos acreditar!”