Acidente em Boituva: veja quem são as vítimas da queda de avião

Uma aeronave que estava levando 16 pessoas precisou fazer um pouso de emergência em Boituva, após bater em um barranco. 12 pessoas ficaram feridas e 2 morreram na entrada do hospital

Resumo da Notícia

  • Uma aeronave que estava levando 16 pessoas precisou fazer um pouso de emergência em Boituva, após bater em um barranco
  • 12 pessoas ficaram feridas e 2 morreram na entrada do hospital
  • A aeronave estava saindo do Centro de Paraquedismo da cidade, e a maioria dos passageiros eram paraquedistas

Duas pessoas morreram após um pouso forçado que uma aeronave precisou fazer em Boituva, São Paulo, após bater em um barranco. O caso aconteceu na última quinta-feira, e havia 16 passageiros no total, 12 foram socorridas com ferimentos e dois morreram na entrada do hospital.

-Publicidade-

A aeronave estava saindo do Centro de Paraquedismo da cidade, e a maioria dos passageiros eram paraquedistas. Segundo uma associação local, o avião teve uma pane elétrica, obrigando o piloto a fazer um pouso de emergência. Durante o pouso, no entanto, a aeronave bateu contra um barranco e capotou.

André e Wilson não sobreviveram à queda da aeronave
André e Wilson não sobreviveram à queda da aeronave (Foto: Reprodução/G1)

Wilson José Romão Júnior, de 38 anos: paraquedista e instrutor, saltava há vários anos e era de Piracicaba, também no interior paulista. André Luiz Warwar, de 53 anos: funcionário da área de tecnologia da Globo e diretor de filmes – seu primeiro longa-metragem é “Crime da Gávea” (2017); ele era também um paraquedista experiente.

O avião com 15 passageiros e um piloto saiu do Centro de Paraquedismo de Boituva. Segundo a Associação de Paraquedismo, uma pane elétrica obrigou o piloto a fazer um pouso forçado. Testemunhas disseram que o avião veio em baixa altitude e estava se aproximando para pousar, quando bateu em um barranco e tombou, ficando com o trem de pouso para cima. Com o impacto, a frente da aeronave ficou toda danificada.