Adolescente cria negócio de jardinagem para ajudar padrasto a pagar taxa de adoção

Tyce Pender e seu irmão serão adotados pelo padrasto

Resumo da Notícia

  • Tyce Pender criou seu próprio negócio de jardinagem para pagar taxas legais de adoção
  • O padrasto do garoto de 14 anos é uma figura paterna desde que ele tinha dois anos
  • O casal começou a discutir sobre a possível adoção de Tyce e Tylee

Tyce Pender decidiu criar seu próprio negócio de jardinagem para poder ajudar seu padrasto a pagar as taxas para poder adotar seu irmão mais velho e ele. Eric Jenkins, o padrasto do jovem, está feliz com a atitude do menino, que sozinho começou a trabalhar para juntar o dinheiro.

-Publicidade-

O padrasto do garoto de 14 anos é uma figura paterna desde que ele tinha dois anos. Eric começou a namorar a mãe dos garotos, Macy, em 2010, e após quatro anos eles se casaram. Dois anos após o casório, o casal começou a discutir sobre a possível adoção de Tyce e Tylee, de 15 anos. “Ele sempre esteve lá para nós e me ajuda com qualquer coisa que eu preciso, como a lição de casa”, conta Tyce.

Eric Jenkins irá adotar Tyce e seu irmão mais velho. (Foto: Reprodução / WLTX)

Com a ideia da adoção, a família foi em busca de um advogado que auxiliasse no processo, e acabaram conseguindo um profissional que não cobraria os honorários, mas as taxas legais da adoção ainda são um custo que eles teriam que arcar. Diante da situação, Tyce resolveu ajudar com os gastos e criar sua própria empresa. “Isso é importante porque Eric me ensina respeito, independência e o que um homem deve ser. Se alguma coisa acontecer com minha mãe, Eric é com quem eu gostaria de viver”, explica o garoto.

O adolescente lembrou que seu irmão mais velho, Jayden, de 21 anos, cortava grama quando criança para conseguir dinheiro, e usou a ideia de inspiração, criando a Tyce & Company Lawn Service no Facebook. E claro, antes de criar o próprio negócio, ele estudou e aprendeu a manusear de forma correta os equipamentos, levando em conta que havia cortado grama apenas uma vez em sua vida. O garoto ainda contou com o apoio da mãe, que deu a ele um cortador de grama de baixo custo movido a bateria.

A atitude do menino deixou Eric comovido e emocionado: “Cuidar de Tyce é meu trabalho. Seu coração está no lugar certo.” A mãe do jovem também ficou bastante orgulhosa do empenho do filho. “Estou feliz que ele queira fazer isso e mesmo que a iniciativa não prospere, está tudo bem. Estamos muito orgulhosos de Tyce, pois ele se esforça muito e só nos orgulha”, disse Macy.

A mãe do menino está orgulhosa e deu apoio a ele. (Foto: WLTX)

No post de anúncio da empresa, o jovem escreveu: “Oi, meu nome é Tyce. Tenho 14 anos e hoje minha mãe me deu um cortador de grama recarregável. Eu tenho óculos de segurança e luvas e espero ser contratado para ganhar algum dinheiro”. Tyce já conseguiu diversos clientes, e já cortou a grama de 16 jardins, ganhando cerca de dois mil reais.

Ele conta que no primeiro serviço, feito para uma mulher chamada Sarah Larrabee, ele levou cerca de uma hora para finalizar tudo. Sarah conta que não pensou duas vezes antes contratar o garoto. “Foi muito bom, ele é um garoto tão doce, tão educado e tipo, tão feliz por estar lá e animado por ter seu primeiro emprego, me encantou”, diz ela.

Apesar de não ter uma tabela fixa e apenas negociar com os clientes, Tyce conta que planeja manter o trabalho até o fim do ensino médio. Eric está orgulhoso da iniciativa jovem, mas afirma que ele e a esposa irão pagar a maior parte das taxas necessárias. “Estou extremamente orgulhoso de Tyce. Ele é um bom garoto”, conta ele.