Afegã dá à luz no compartimento de carga de avião dos EUA para transporte de refugiados

Ela começou a ter complicações devido à baixa pressão dentro da aeronave

Resumo da Notícia

  • Afegã dá à luz no compartimento de carga de avião dos EUA para transporte de refugiados
  • Ela começou a ter complicações devido à baixa pressão dentro do avião
  • O comandante viu a situação da mulher e encontrou formas de ajudá-la, diminuindo a altitude do voo
  • O bebê nasceu já em solo firme, com ajuda de profissionais

Uma mãe afegã deu à luz uma menina logo após pousar na Base Aérea de Ramstein, na Alemanha, no sábado, 21 de agosto. De acordo com o que a Força Aérea norte-americana publicou nas redes sociais, ela estava a bordo de um voo de evacuação militar dos EUA quando tudo aconteceu.

-Publicidade-

O Comando de Mobilidade Aérea dos Estados Unidos disse, em uma publicação no Twitter, que a mulher entrou em trabalho de parto a bordo de uma aeronave de transporte C-17 durante a segunda etapa da viagem, fugindo do Afeganistão após a tomada do Talibã. O voo partiu de uma base de teste no Oriente Médio para a base aérea dos Estados Unidos na Alemanha.

Afegã dá à luz no compartimento de carga de avião dos EUA para transporte de refugiados (Foto: Getty Images)

A Força Aérea dos Estados Unidos informou que a mulher começou a ter complicações devido à menor pressão do ar no avião, enquanto a aeronave estava voando, acima de 28 mil pés (8.534 metros). Vendo a situação da mulher, o comandante decidiu diminui um pouco a altitude, na tentativa de aumentar a pressão e ajudá-la. “O comandante da aeronave decidiu descer de altitude para aumentar a pressão do ar na aeronave, o que ajudou a estabilizar e salvar a vida da gestante”, relatou o Comando de Mobilidade Aérea dos Estados Unidos.

Assim que a aeronave pousou  na base de Ramstein, os profissionais do 86º Grupo Médico da Força Aérea já se mobilizou para ajudar no parto do bebê. O nascimento aconteceu no compartimento de carga do C-17, segundo o relato no Twitter. A mãe e o bebê foram então transportados para um centro médico próximo, onde estão em boas condições.