Alerta: São Paulo anuncia bloqueio nas 4 principais avenidas da cidade para reforçar o isolamento social

Veja quais são os trechos da cidade que terão restrição, principalmente no horário de pico da manhã. O prefeito, Bruno Covas, disse que pode ampliar interdições para o dia todo em mais vias

Resumo da Notícia

  • As interdições acontecem em vias importantes de todas as regiões da capital
  • A medida tem como objetivo aumentar a taxa de isolamento social no município
  • Confira as medidas adotadas a nesta segunda-feira, 4 de maio
A medida tem como objetivo aumentar a taxa de isolamento social no município (Foto: shutterstock)

Nesta segunda-feira, 4 de maio, a Prefeitura de São Paulo iniciou o bloqueio parcial de quatro avenidas para estimular a população ao isolamento social e impedir o avanço do novo coronavírus.

-Publicidade-

As interdições acontecem em vias importantes de todas as regiões da capital. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o bloqueio ocorre apenas no horário de pico da manhã, das 7h às 9h, nas seguintes vias, que terão uma faixa livre para circulação:

  • Zona Sul: Av. Moreira Guimarães x Av. Miruna;
  • Zona Norte: Av. Santos Dumont x Av. do Estado;
  • Zona Leste: Av. Radial Leste x Rua Pinhalzinho;
  • Zona Oeste: Av. Francisco Morato x Rua Sapetuba.

Também serão realizadas blitzes educativas em outros dois endereços, ambos na zona oeste, entre 7h e 9h, no sentido centro:

-Publicidade-
  • Av. Dr. Vital Brasil x R. Camargo;
  • Av. João Paulo I, altura do n° 2.868…

O secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, disse que o primeiro dia de bloqueios será educativo para a adaptação dos paulistanos, ou seja, apenas uma faixa das vias ficará aberta e os motoristas serão orientados a não seguir viagem. Amanhã, os fiscais da prefeitura devem começar a barrar efetivamente os carros.

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, disse em entrevista que os bloqueios poderão ser ainda mais restritivos, com ampliação do horário de interdição para o dia todo e com limitação sobre o tipo de veículo que poderá circular na faixa livre. “A gente deve começar a fazer bloqueios definitivos em algumas vias da cidade a partir da segunda-feira e, também, se for o caso, rever essa lista de comércio essencial na cidade de São Paulo. Mas até o dia 8 vamos ver se é o caso de prorrogar a quarentena do jeito que está, flexibilizar ou tornar mais rígida a circulação de pessoas”, disse, de acordo com G1.

A medida tem como objetivo aumentar a taxa de isolamento social no município, que está em 53%, enquanto o ideal para combater a propagação do coronavírus seria de 70%. A Prefeitura de São Paulo já interditou 235 estabelecimentos por desrespeitarem a quarentena. A falta de adesão da população ao isolamento preocupa o governo, já que o o pico da doença está previsto para este mês de maio.

Uso de máscaras no transporte público
Irá começar a obrigatoriedade do uso de máscaras nos transportes públicos (Foto: Rodrigo Paiva/Getty Images)

Nesta segunda-feira, 4 de maio, também irá começar a obrigatoriedade do uso de máscaras para passageiros e motoristas das linhas da Companhia Paulista Metropolitana de Trens (CPTM), Metrô, ônibus rodoviários, interestaduais e no município de São Paulo. A medida também será válida para táxis e carros de aplicativos na cidade de São Paulo.

Segundo Bruno Covas, as empresas de ônibus serão multadas em R$ 3.300 por dia, para cada coletivo, se tiver pelo menos um passageiro sem máscara. A fiscalização será feita pelas empresas e prestadores de serviços, que não devem permitir a entrada e a permanência de pessoas sem máscaras no interior das estações, dos vagões e dos ônibus.

-Publicidade-