Alexandra Richter conta que chegou a produzir leite depois de adoção: “A explicação médica é a maternidade”

A atriz adotou a filha Gabriela há 17 anos e conversou sobre maternidade no Podcast “Prazer, Renata”, de Renata Ceribelli

Resumo da Notícia

  • Alexandra relembrou as mudanças do corpo após adoção
  • Ela contou que se sente mãe da filha desde o dia que ela nasceu
  • A atriz adotou Gabriela quando a menina tinha 3 anos

Alexandra Richter, de 54 anos, se tornou mãe há 17 anos da sua única filha, Gabriela. A maternidade veio através de um processo de adoção, a menina foi adotada pela atriz quando tinha 3 anos de idade. Alexandra se abriu sobre as dificuldades que teve, contou um pouco do processo e de como foi a maternidade para ela.

-Publicidade-
Alexandra Richter e a filha Gabriela (Foto: Reprodução / O Globo)

“Minha adoção é tardia e interracial… A Gabriela tinha três anos, mas eu sou mãe da minha filha desde o dia que ela veio ao mundo – comentou Alexandra numa entrevista inédita para Renata Ceribelli no podcast “Prazer, Renata”. O papo entre as duas foi muito descontraído e verdadeiro, focando nas dificuldades que toda mãe tem que enfrentar, destacando também os pontos a se considerar para fazer uma adoção.

Ela relembrou algumas mudanças que sofreu no corpo e ainda comentou que conseguiu até produzir leite depois que recebeu a filha. “Eu tive leite, fiquei anos com leite. A minha prolactina foi a 110, a explicação médica é a maternidade”, contou.