Alexandre Nero faz desabafo sobre os desafios de educar os filhos durante a pandemia

Durante o isolamento social o ator e a esposa, Karen Brusttolin comentaram sobre as dificuldades de passar 24 horas com as crianças dentro de casa aplaudiram a classe dos professores

Resumo da Notícia

  • O casal, Alexandre Nero e Karen Brusttolin, têm dois filhos, Noá, de 4 anos, e Inã, de 2.
  • Durante o isolamento social ambos ficaram 24 horas a disposição das crianças, com as gravações do autor só retornando agora
  • Percebendo as dificuldades de educar os filhos, o ator e a figurinista passaram a aplaudir diariamente os profissionais da educação

Durante a pandemia, muitos pais ficaram em casa e tiveram que mudar as rotinas, tanto das crianças, quanto as próprias. Para o casal Alexandre Nero e Karen Brusttolin, que tem dois filhos, Noá, de 4 anos, e Inã, de 2, não foi diferente, segundo o Gshow. No programa “É de Casa”, eles contaram como tem sido educar os filhos na quarentena.

-Publicidade-

A figurinista e consultora de moda contou sobre como tem sido viver 24 horas em função dos filhos: “Tenho pensado muito nos pais e mães que trabalham dentro de casa. Sou figurinista, o teatro parou, meus trabalhos e projetos passaram para 2021. A novela do Alexandre vai começar a retomar agora”, contou. “Eu me pegava pensando: ‘como os pais trabalham com as crianças dentro de casa?’. É assustador. Você não consegue respirar”, concluiu.

O famoso com a família completa (Foto: Reprodução/ Instagram)

A dupla ainda contou que ficaram preocupados com a saúde mental das crianças, com a mudança tão brusca no dia-a-dia dos pequenos, resultante do isolamento social. “O Noá tinha uma rotina diária. Era escola, judô, natação, tinha o convívio com outras crianças no fim de semana… e foi cortado. A gente ficou muito preocupado com a saúde mental deles, de tentar suprir, mas a gente não deu conta”.

-Publicidade-

Com tudo isso, Nero começou a valorizar mais os professores e profissionais da educação ao perceber a dificuldade de ensinar crianças e ter didática.

“Eu aplaudo diariamente a classe dos professores” (Foto: Reprodução/ Gshow)

“Eu entrei em desespero um momento. Eu aplaudo diariamente a classe dos professores. A gente não costuma dar tanto valor, porque delega essas funções. […] Nesse momento, a gente acha que é capaz. É muito difícil a didática, entender e tentar explicar, tentar conviver diariamente com aquela criança, tentar ensinar alguma coisa ou contar uma história. E olha que sou preparado para isso, porque sou ator, e costumo brincar com isso. Mas é muito difícil“, concluiu o ator.

-Publicidade-