Alunos da rede estadual de São Paulo terão aulas de inglês a partir do 1º ano do fundamental

Pelas redes sociais, o governador do estado de São Paulo falou sobre a novidade, que passa a valer já no próximo ano, além de anunciar outras duas novas disciplinas

Resumo da Notícia

  • Alunos da rede estadual terão aulas de inglês a partir do 1º ano do ensino fundamental
  • A novidade passa a valer já no próximo ano
  • Além das aulas de inglês, duas novas disciplinas serão incluídas no currículo

Nesta segunda-feira, 24 de maio, o governador do estado de São Paulo, João Doria, usou as redes sociais para informar que a partir de janeiro de 2022 todos os alunos da rede estadual terão aulas de inglês desde o primeiro ano do ensino fundamental. Até o momento, nenhum detalhe foi definido.

-Publicidade-

“Hoje os alunos já aprendem o idioma do 6º ano ao ensino médio. Com a nova medida, as crianças do 1º ao 5º ano, de forma inédita, também terão acesso à língua inglesa“, diz o comunicado publicado no Twitter. No estado, 30% das escolas são estaduais e as outras 70% municipais.

Além das aulas de inglês, João Doria explicou que outras duas disciplinas serão incluídas: Projeto de Convivência e Tecnologia e Inovação. “O programa Inova Educação vai beneficiar mais de 630 mil crianças. Trabalhamos para preparar nossos jovens para os desafios do século 21”.

As aulas de inglês do 1º ao 5º ano passam a valer a partir de 2022 (Foto: Getty Images)

O projeto Inova Educação já acontece para os alunos do Ensino Fundamental e agora tem o objetivo de ser expandido também para os primeiros anos, segundo Caetano Siqueira, coordenador pedagógico da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, em entrevista ao G1.

“Esse projeto todo que estamos lançando para escolas estaduais nesse momento, ao longo de 2021 vamos detalhar, formar professores e anunciar como será implementado. No caso das aulas de inglês, a gente tem a missão de preparar os alunos para dominar o idioma desde cedo”, afirma.

Quanto as duas novas disciplinas, o coordenador deu alguns detalhes sobre o processo. “Nesse componente curricular a gente vai trabalhar a forma com que nossos alunos recebem e criam a tecnologia. Desde os anos iniciais, ensinamos que eles podem ser autores de tecnologia e não só receptores. Então eles vão começar a aprender a programar, por exemplo. Este ano e o passado, por causa da pandemia, a gente passou a utilizar a tecnologia em anos iniciais, o que ainda é um desafio. Nós vamos reforçar o uso de tecnologia como temos feito e haverá investimento de forma geral nas escolas para dar condições de desenvolver isso nos anos iniciais”.

Existe idade certa para aprender inglês?

De acordo com Alexander Rebelo Vieira, presidente nacional do BRASAS English Course e pesquisador sobre o assunto, “é prudente esperar até o instante em que a criança é matriculada no segmento Pré 2 da educação infantil (por volta dos 5 anos) para o início de trabalhos pedagógicos em inglês. Nessa fase, elas apresentam-se mais maduras para lidar com atividades lúdicas propostas em inglês tais como música, pintura, vídeos, jogos, entre outras, tornando assim o processo inicial de familiarização com o idioma estrangeiro mais eficaz e prazeroso”, explica.

A partir do 3º ano do ensino fundamental, as crianças já estão alfabetizadas na língua portuguesa, por isso, podem ser inseridas também na língua inglesa, sem causar interferências. Por isso, é possível inserir no dia a dia das crianças músicas em inglês, filmes, histórias e desenhos.