Ana Maria Braga mostra sua força após desafios familiares e pessoais

A apresentadora já foi deserdada pelo pai, rejeitada pelos filhos e ainda enfrentou cinco cânceres

Resumo da Notícia

  • Ana Maria Braga enfrentou diversos desafios ao decorrer da vida
  • Ela deu a volta por cima de todos eles
  • Hoje ela mostra para o Brasil sua força e determinação

A apresentadora do programa Mais Você, Ana Maria Braga sempre mostrou o lado carismático e feliz. No entanto, o que poucas pessoas sabem é sua superação diante dos desafios que ela já enfrentou na vida: Rejeição dos filhos, deserdada pelo pai aos 18 anos e batalha contra o câncer.

-Publicidade-

A artista teve os primeiros anos de vida estudando em internatos até chegar à universidade. Seu pai,  Natale Giuseppe Maffeis, era um homem rígido e não aceitava o fato da filha querer se formar em uma graduação. Por esse motivo, ela fugiu de casa para estudar e o pai a deserdou.

Superação de vida de Ana Maria Braga
Superação de vida de Ana Maria Braga (Foto: Reprodução / G1)

Ana Maria tinha o sonho de ser médica, no entanto, acabou cursando zoologia. Para bancar a mensalidade da universidade, foi trabalhar em uma TV local, em São Joaquim da Barra, SP. Após se formar, decidiu estudar Jornalismo, foi quando se mudou para a capital paulista e trabalhou na Rede Tupi de Notícias, e depois para a Editora Abril como diretora comercial.

No entanto, o destino de Ana Maria Braga era nas telas! Em 1992, entrou na Rede Record, com a revista eletrônica feminina “Note e Anote”, que se tornou um sucesso no Brasil. Em 7 anos, se mudou para a Rede Globo, como apresentadora do programa Mais Você, onde permanece até os dias de hoje.

Durante esse período, ela casou com o economista Eduardo de Carvalho, e teve Pedro e Mariana. Porém, o casamento chegou ao fim em 1992. Os filhos tiveram dificuldade para aceitar a separação e chegaram a rejeitar a própria mãe na época. Mas hoje eles se são muito unidos.

Além dos desafios familiares, a apresentadora também venceu cinco cânceres, sendo três diferentes no pulmão, na pele e no reto. Mas, a boa notícia é que ela foi muito mais forte do que todas essas dificuldades enfrentadas durante a vida. Hoje ela demonstra sua força e determinação para todo o Brasil.