Anvisa libera testes de vacina chinesa para combater coronavírus no Brasil

A primeira e a segunda fase do estudo mostraram efeitos positivos e a ideia é ampliar o alcance

Resumo da Notícia

  • A Anvisa liberou testes da vacina CoronaVac no Brasil
  • A decisão veio depois de um estudo apontar efeitos positivos em duas fases
  • Os testes serão aplicados em voluntários de várias regiões do Brasil
O teste será feito em várias regiões do Brasil (Foto: Getty Images)

Nesta sexta-feira (03), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou que fosse realizados testes com a vacina contra o coronavírus desenvolvida na China, pela Sinovac.

-Publicidade-

A vacina denominada CoronaVac está na terceira fase de testes, momento em que já é permitido ser testada em mais pessoas, e o pedido de liberação foi feito pelo Instituto Butantan.

A Anvisa informou em nota ao Globo que os testes possivelmente serão desenvolvidos em regiões diferentes do Brasil e o estudo clínico contará com 9 mil voluntários dos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná e o próprio Distrito Federal.

-Publicidade-

Nessa pesquisa, uma parte receberá, de fato, a vacina enquanto o restante placebo para poder analisar a eficácia da composição para estimular a produção de anticorpos contra a covid-19.

De acordo com a Anvisa, a primeira e segunda fase mostraram bons resultados e por isso trazem segurança e, mesmo assim, o programa de testagem também será submetido a um conselho ético, com intenção de validar a metodologia aplicada.

O custo da testagem deve ficar entre R$ 85 milhões, incluindo a transferência da tecnologia para que o Brasil possa produzir a vacina. Além da CoronaVac, a Anvisa já havia liberado em junho os testes com a vacina produzida em Oxford, na Inglaterra.

-Publicidade-