Atleta corre para abraçar avó após conseguir classificação para Olimpíada

Sha’Carri emocionou muitas pessoas ao sair da pista para comemorar classificação com Betty Harp

Resumo da Notícia

  • Sha'Carri venceu a corrida feminina de 100 metros e se classificou para a Olimpíada de Tóquio
  • Para comemorar a classificação, ela correu em direção a avó e a abraçou
  • A atitude da corredora emocionou os internautas
  • O desejo da atleta é trazer a medalha para os Estados Unidos

Após vencer a corrida feminina de 100m que a classificou para a Olimpíada de Tóquio deste, Sha’Carri Richardson correu para dar um carinhoso abraço na avó Betty Harp.

-Publicidade-
Sha’Carri se classifica para olimpíadas em Tóquio (Foto: Reprodução/ Instagram/ @carririchardson_)

A corredora agora é uma atleta olímpica. Sha’Carri mostrou ser muito veloz ao vencer a competição e finalizá-la com o tempo de 10’86 segundos. A atitude da corredora de ter ido abraçar a avó viralizou na internet e chamou a atenção de muitos internautas, que ficaram admirados com o respeito e amor de Sha’Carri por Betty.

Em entrevista à NBC, a corredora contou que esta lidando com a ausência da mãe faleceu recentemente, e pretende demonstrar respeito a ela cada vez que começar uma corrida. Ela também disse que dar aquele longo abraço na avó  foi mais emocionante do que ultrapassar a linha de chegada e vencer a própria corrida.

“Minha avó é meu coração, minha avó é minha supermulher, então, poder tê-la aqui na maior vitória da minha vida e ser capaz de cruzar a linha de chegada e subir as escadas sabendo que agora sou uma atleta olímpica, foi incrível”, disse a corredora.

A NBC afirma que a atleta é uma das favoritas para ganhar uma possível medalha olímpica. Em abril, ela alcançou o sexto tempo mais rápido na história em uma corrida de 10,72 segundos. Sha’Carri está no caminho certo para ser a mulher mais rápida do mundo.

A atleta tem o sonho de conquistar a medalha olímpica para seu país (Foto: Reprodução/ Instagram/ @carririchardson_)

Além de rápida, ela também é conhecida pelo “estilo camaleão”, já que mudou várias vezes as cores do cabelo. Atualmente o cabelo da corredora está na cor laranja, mas ela diz que não ficará assim por muito tempo: “Eu ainda tenho alguns truques na manga para o meu cabelo, então fiquem ligados”, brincou.

Em entrevista para a revista americana ‘D Magazine’, a jovem de 21 anos confessou que tem o desejo de um dia se tornar uma “psicóloga do esporte”, já que percebe que a saúde mental nos esportes é ignorada. Por ser atleta ela diz: “definitivamente sei que sua saúde mental está diretamente relacionada à sua capacidade de atingir seus objetivos físicos. Quero ter certeza de que é algo que é abordado e que há mais consciência disso”.

Agora, o maior sonho da atleta é poder ganhar pelos Estados Unidos a medalha olímpica nos 100 metros.