Ator da Globo conta que nasceu de parto prematuro devido a mãe sofrer agressões físicas

O ator Pablo Morais, contou que nasceu de parto prematuro, por conta de sua mãe sofrer violência doméstica por seu pai

Resumo da Notícia

  • O ator da Globo disse que nasceu de parto prematuro por conta do pai agredir fisicamente a mãe
  • A mãe de Pablo Morais cuidou sozinha de quatro filhos
  • O ator ajudou a mãe a conquistar bens materiais

O ator global, Pablo Morais (29), que protagoniza o personagem Marco na novela “Além da Ilusão” – contou em entrevista ao Globo, que nasceu aos seis meses, de parto prematuro, devido sua mãe sofrer graves agressões físicas por seu pai. Antes de contar publicamente sobre esse acontecimento extremamente íntimo e pessoal, o Pablo disse que fez muita análise para encarar essa parte de sua história de vida. E relata a experiência de sua mãe, para servir de exemplo às outras pessoas.

-Publicidade-

“A gente precisa começar a mostrar esses exemplos para as pessoas. Minha mãe foi criada num orfanato, sustentou os filhos sozinha e sofreu essa violência quando eu, o caçula, nasci. Ela tirou a gente de perto dele e foi realmente uma batalha para sobreviver. Ela vendia pastel em feira e limpava hospital para sustentar quatro homens”, contou o ator.

Ator Pablo Morais ao lado da mãe (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal/TV Globo)
Ator Pablo Morais ao lado da mãe (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal/TV Globo)

De acordo com o ator, a mãe precisou arcar sozinha com a responsabilidade de cuidar de quatro filhos, visto que, o pai não ficava em casa para compartilhar a responsabilidade. No entanto, quando ele retornava à residência, era rude e violento com a família. “Meu pai nunca aparecia e, quando aparecia, era assim [violento]”, desabafou o Pablo.

Ainda complementou o ator, com falas de muito afeto para com a mãe: “Hoje, entendo a importância de falar disso e mostrar a força dessa mulher para as pessoas que vêm de lugares como os que cresci, na periferia de Goiás, rodeado de crime e muita desigualdade. E mesmo assim essa mulher teve a percepção de que a arte poderia nos salvar, me colocou desde criança para fazer aula de tecido, de balé.”

Pablo ainda afirmou que ajudou a sua mãe a conquistar casa e carro próprio. “Devo tudo a ela. A força dela me fez ser o que sou hoje”.