Ator famoso enfrenta nova complicação do coronavírus após ter a perna amputada por causa da mesma doença

Nesta quinta-feira, 30 de abril, a mulher de Nick, Amanda Kloots, desabafou nas redes sociais e explicou como está o estado de saúde do artista

Resumo da Notícia

  • O ator Nick Cordero já realizou muitos trabalhos importantes, um dos mais famosos é a atuação na serie "Law & Order"
  • O ator contraiu o novo coronavírus mas já está curado
  • Acontece que a doença causou complicações nos pulmões do ator
  • Além disso, ele teve que amputar uma perna para ajudar na circulação
Nick e Amanda (Foto: reprodução / Instagram @amandakloots)

O ator Nick Cordero, de 41 anos de idade, já realizou muitos trabalhos importantes, um dos mais famosos é a atuação na série “Law & Order”. O ator contraiu o novo coronavírus, mas já está curado. Ele continua internado em um hospital dos Estados Unidos devido às complicações causadas pela doença.

-Publicidade-

Nesta quinta-feira, 30 de abril, a mulher de Nick, Amanda Kloots, desabafou nas redes sociais e explicou como está o estado de saúde do ator: “Ontem foi um dia muito difícil. Devido à Covid-19, os pulmões estão severamente danificados. Os médicos disseram que é como se ele tivesse sido um fumante por 50 anos. Há buracos no pulmão do Nick. Não queremos isso”, disse.

O ator tem 41 anos de idade (Foto: reprodução / Instagram @amandakloots)

Nick tem que realizar outros diversos exames para saber a realidade sobre as complicações. “O médico falou que se Nick tivesse 70 anos, teríamos uma conversa diferente. Ele tem 41 e está lutando muito. Eu não vou perder a esperança! É uma notícia assustadora de se ouvir”, concluiu Amanda.

-Publicidade-
  • Outras complicações 

Mas na tarde deste sábado (18), Nick precisou ter sua perna amputada. A informação foi divulgada por Amanda Kloots, em seu Instagram. “Tivemos notícias difíceis ontem. Resumindo, tivemos problemas com a perna direita de Nick, cujo sangue coagulou logo abaixo de seus dedos. Não deu certo uma cirurgia”, começou explicando.

“Deixaram ele em aparelhos anticoagulantes, mas acabou gerando novas complicações, como aumento da pressão e hemorragia interna nos seus intestinos. Tiramos ele do anticoagulante, mas a coagulação sanguínea tomou a perna direita dele. Portanto, foi necessário optar pela amputação”, ainda contou Amanda.

-Publicidade-