Aulas online: pesquisa mostra qual a matéria mais difícil para os pais ajudarem filhos

O estudo feito pela BIC procurou entender como está a vida escolar na pandemia. Veja o que eles descobriram

Resumo da Notícia

  • Pesquisa procura entender como está o aprendizado nas aula online
  • Eles descobriram que os pais gastam em média 2 horas do dia ajudando os filhos
  • Eles também desvendaram qual é a matéria mais difícil para os pais ajudarem as crianças
  • Veja os resultados

A pandemia de coronavírus e o isolamento social que veio junto com ela fez com que a rotina da maioria das família virasse de ponta cabeça. Os pais precisaram aprender a se dividir entre o home office, as tarefas da casa e ajudar os filhos com as aulas online. Para entender um pouco sobre como ficou essa realidade dos estudos na quarentena, a BIC realizou uma pesquisa intitulada  ‘A vida escolar na pandemia’.

-Publicidade-
A pesquisa descobriu várias coisas sobre a realidade das aulas online (Foto: Getty Images)

A pesquisa descobriu o que você provavelmente já constatou na prática:  a vida escolar dos filhos na pandemia está exigindo muito dos pais e mães, que entraram em campo para apoiá-los no aprendizado. Para ser mais exato, essa exigência maior dos pais acontece em 97% dos casos, abrangendo todas as classes sociais e regiões do país, tanto para crianças em escolas privadas quanto públicas. São, em média, quase 2 horas por dia apoiando a vida escolar dos filhos, assistindo aulas e ajudando nas lições de casa e trabalhos.

Esquenta Black Friday

A Black Friday da Amazon está chegando! Para conferir os produtos que já estão com descontos incríveis em todas as categorias do site, clique AQUI! Você ainda pode ter frete grátis e promoções exclusivas ao se tornar um membro Prime! A assinatura é de apenas R$ 9,90 por mês e também garante entrega mais rápida, acesso a filmes, séries e desenhos animados. Inscreva-se e ganhe 30 dias grátis CLICANDO AQUI.

Com toda essa mudança, os pais estão se vendo na necessidade de se tornar um pouco professores dos próprios filhos. A pesquisa apontou que boa parte dos pais se analisaram positivamente como tutores nas aulas online, apesar disso, 81% afirmaram enfrentar dificuldades em pelo menos uma matéria. A principal delas: matemática, com 47% dos pais com dificuldade. Já para as crianças, o principal desafio durante as aulas online é a dificuldade de concentração, citada em 1º lugar por 26% dos entrevistados, seguida da falta de contato pessoal com professores (19%) e colegas (14%).

Mas apesar das dificuldades,  apenas 24% dos pais e mães avaliam que o desempenho dos filhos piorou. A maior parte acha que está igual (50%) e 27% acreditam que melhorou. Essa percepção é a mesma em todas as classes sociais e regiões, sendo em escola pública ou privada. A pandemia também não parece ter piorado a relação dos responsáveis com a escola. Bem poucos (16%) se mostraram insatisfeitos e há mais pais e mães que avaliam que o relacionamento melhorou e que a comunicação com os professores aumentou.

A decisão de voltar às aulas presenciais também foi colocada na balança. Cerca de 67% dos entrevistados se sentem inseguros em relação a deixar os filhos retornarem às escolas sem uma vacina, enquanto 21% se sentem seguros. No entanto, 25% pretendem deixá-los voltar às aulas mesmo sem a vacina. Isso acontece, não necessariamente porque estejam se sentindo confiantes, mas porque veem que as crianças estão sentindo muita falta da convivência com os colegas e professores, além de sentirem que há perdas acadêmicas.

Gastos com materiais escolares

A pesquisa também analisou os gastos que os pais tiveram com os materiais escolares este ano e descobriu que o reaproveitamento foi bem alto! 71% dos responsáveis entrevistados dizem que buscaram reutilizar o que já tinham em casa, já que 67% afirmam que gastaram mais, principalmente por conta de materiais e serviços eletrônicos, como acessórios para suporte (65%), melhoria no pacote de internet (58%) e aquisição de computador, celular ou tablet (49%).

A pandemia exigiu investimentos não só em segurança, mas também para as aulas virtuais. Cerca de 45% dos pais e mães gastaram mais este ano com material escolar, seja na volta às aulas e/ou depois do início da pandemia, com uma média de gasto de R$ 352,00. Enquanto isso, 23% dos entrevistados afirmam ter investido menos, com uma média de economia de R$ 208,00.

Seminário Internacional Pais&Filhos

O 10º Seminário Internacional Pais&Filhos – Quem Ama Cria está chegando! Ele vai acontecer no dia 1 de dezembro, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar do sorteio e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!