Avião com Marília Mendonça não continha caixa-preta, dizem autoridades

A cantora faleceu após queda do avião na última sexta-feira, 5 de novembro. A caixa-preta poderia ter informações que seriam essenciais na investigação do acidente

Resumo da Notícia

  • Autoridades informaram que o avião que Marília Mendonça estava não tinha caixa-preta
  • Marília faleceu na última sexta-feira, 5 de novembro, após queda do avião em Minas Gerais
  • A caixa-preta poderia conter informações essenciais para investigação do acidente

O avião que levava Marília Mendonça e sua equipe de Goiânia para Caratinga, no interior de Minas Gerais, não estava com caixa-preta. As informações foram divulgadas pelo Cenipa – Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos na tarde deste sábado, 6 de novembro.

-Publicidade-

O órgão explicou que o modelo da aeronave continha um spot geolocalizador para ser confrontado com o plano de voo. Ainda segundo o Cenipa, essa evidência é capaz de explicar causas do acidente.

O avião caiu em Minas Gerais
O avião caiu em Minas Gerais (Foto: Reprodução/ G1)

Agora, todas as informações que poderiam ser retiradas do voo já foram coletadas e os peritos não entrarão mais na aeronave. Autoridades esperam ainda a remoção dos destroços do avião por parte da PEC Táxi Aéreo – para seguir com a perícia.

O acidente

A cantora Marília Mendonça faleceu nesta sexta-feira, dia 05 de novembro, após sofrer um acidente de avião enquanto estava indo para um show em Caratinga, MG. A notícia foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros, em nota oficial enviada à imprensa:

“O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais”.

Marília faleceu
Marília faleceu (Foto: reprodução / Instagram @mariliamendoncacantora)

inda nesta sexta-feira, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) divulgou nota dizendo que o avião que transportava a cantora e outras quatro pessoas atingiu um cabo de uma torre de distribuição da empresa, em Caratinga, no Vale do Rio Doce. A aeronave podia levar até 6 passageiros e tinha capacidade para 4,7 mil quilos.

No avião, estavam Marília e mais quatro pessoas da equipe. A ANAC informou que a aeronave, um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, está em situação regular. A queda aconteceu próximo à Pousada Rodrigo Godinho, na BR 474,  zona rural Piedade de Caratinga.  A aeronave decolou de Goiânia e caiu em uma cachoeira a 2 quilômetros da pista em que faria o pouso, de acordo com informações da Polícia Militar mineira.

Antes de embarcar, Marília Mendonça fez um vídeo em que aparece entrando no avião e publicou no Twitter. Ela estava com mais quatro pessoas dentro do avião, sendo elas o piloto, um produtor, um assessor e o copiloto.

Em um momento tão difícil como esse, desejamos muita força e conforto aos corações dos familiares de Marília Mendonça.