Avô com Parkinson escreve livro à mão para ensinar neta sobre a pandemia

O professor Jesus de Moura é de Santo Angêlo, no norte do RS, e optou pela criatividade e dedicação na hora de falar sobre os tempos pandêmicos para a pequena Luísa, de 3 anos

Resumo da Notícia

  • Jesus de Moura é professor na cidade de Santo Angêlo, no norte do RS
  • Mesmo com Parkinson, ele decidiu escrever e ilustrar com as próprias mãos um livro para falar sobre a pandemia com a neta
  • Luísa possui apenas 3 anos e um lindo material para entender mais sobre a covid-19 no futuro

Incrível! Jesus de Moura é professor em Santo Angêlo, no norte do RS, e sofre do mal de Parkinson há 10 anos. Mesmo assim, não pensou duas vezes antes de escrever e ilustrar com as próprias mãos um livro de 47 páginas para a neta Luísa, de 3 anos, sobre a pandemia. A ideia é que ele possa ensiná-la pessoalmente sobre os tempos da covid-19 no futuro.

-Publicidade-

Ao G1, Jesus explicou um pouco mais sobre a ideia. “A minha neta tem três anos e, em 2025, quando ela for estudar a pandemia, eu não sei em que estágio vai estar a minha doença. Então, fiz esse livro relatando os acontecimentos”, comentou o avô. Inicialmente, o avô pretendia ilustrar 200 exemplares para distribuição – mas um amigo com uma gráfica topou digitalizar 50 cópias do trabalho.

Jesus Moura escreveu o livro com as próprias mãos (Foto: Reprodução/ G1)

“Eu procuro sempre manter atividade, da mente e do físico. A parte emocional é muito difícil, então fiz essa homenagem para ela porque ela que me deu força pra levar o dia a dia. Parkinson afeta muito a parte emocional. Se é difícil para quem tem saúde, imagina quem tem Parkinson”, desabafou ainda Jesus, sobre os desafios da doença.

Além do desejo de passar lições para a neta sobre a pandemia, o dedicado avô acredita na importância de se guardar na memória os difíceis anos em que o coronavírus tomou conta da vida das pessoas. “Eu quero que esse ano não seja esquecido. Um ano difícil, que se tire grandes lições disso aí”, relata. “Eu não tenho nada a perder. Essa doença não tem cura, ela vai progredindo, e eu quero viver com intensidade. Eu projeto um sonho e corro atrás dele. Sabe qual o meu próximo? Participar da Feira do Livro de Porto Alegre”, ainda comentou Jesus.

Jesus possui várias ambições (Foto: Reprodução/ G1)

Entre as salas de aula e a escrita, Jesus é avô e, de quebra, ainda arruma tempo para o exercício físico. Por causa disso, é um corredor dedicado que coleciona medalhas de competições nacionais por todo o Brasil. Demais!