Avô de 61 anos é aprovado em universidade pública após estudar ao lado das netas

Antônio Jorge Dinis Almeida foi aprovado para o curso de Turismo, na Universidade Federal do Maranhão. Ele concluiu o Ensino Médio aos 60 anos e, em seguida, decidiu prestar vestibular

Resumo da Notícia

  • Antônio Jorge Dinis Almeida foi aprovado no curso de Turismo na Universidade Federal do Maranhão
  • O homem tinha volto aos estudos aos 60 anos de idade
  • Ele estudou para o vestibular com as ajuda das netas

Haja inspiração! Provando que nunca é tarde para realizar sonhos, o Antônio Jorge Dinis Almeida, homem de 61 anos, foi aprovado na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), onde irá cursar bacharelado em Turismo. Dedicado sua vida à trabalhar como Auxiliar de Maquinista, Antônio conseguiu se aposentar recentemente. Dado o tempo livre, se dedicou aos estudos para concluir o ensino médio e, empolgado com a vida estudantil, prestou vestibular para ingressar em uma universidade.

-Publicidade-

De acordo com o Razões Para Acreditar, o sonho só foi realizada com a ajuda da família, sobretudo, seu filho e as duas enteadas, as quais ele se refere como “netas do coração”. O filho, que é professor universitário, incentivou o pai a concluir o ensino médio. Em contrapartida, as irmãs gêmeas, Yngridy e Yasmin, fizeram questão de acompanhar o avô nos estudos do segundo grau.

Como grande felicidade, por meio de uma tela, Antônio leu o resultado do vestibular: aprovado na segunda chamada da UFMA. A conquista tem grande valor afetivo na vida do homem, visto que, ele perdeu o pai enquanto estudava o segundo ano do ensino médio. Sendo assim, para ajudar a mãe com as finanças da casa, ele começou a trabalhar cedo – época em que ele teve que deixar os estudos um pouco de lado.

Homem é aprovado no vestibular aos 60 anos de idade
Homem é aprovado no vestibular aos 60 anos de idade (Foto: Reprodução/iStock)

Segundo o portal Mais Maranhão, Antônio entrou para o Exército brasileiro na adolescência, onde ficou 4 anos, sendo promovido a cabo. Nessa fase, ele também tentou concluir os estudos, no entanto, também não teve sucesso.

Na casa dos 60 anos, o maranhense voltou a estudar por meio do EJA – Educação de Jovens e Adultos, onde foi possível concluir o ensino médio. Após a conclusão dessa etapa, o homem dedicou-se ao vestibular.  A Yasmin, graduanda de Direito, ajudou o avô nos conteúdos de História, Geografia, Filosofia e Sociologia. Já a Yngridy, estudante de Engenharia Civil, permaneceu ao lado do familiar nos estudos de Matemática, Física, Química e Biologia.

Com êxito nas notas, conseguiu aprovação por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) no curso de Turismo na Federal. “Entrei no site do sistema e vi o nome do meu avô entre os aprovados. Corri para dar a notícia para minha irmã e mãe”, relatou Yngridy ao Razões Para Acreditar