Avó desabafa sobre dificuldade financeira com 8 netos: “Como vou distrair as crianças sem ter um ganha pão?’

Maria Aparecida Brito mora com a família em uma comunidade pobre de Belo Horizonte. Ela foi dispensada do seu trabalho como empregada doméstica e conta como está difícil lidar com a falta de dinheiro

Resumo da Notícia

  • Maria Aparecida mora com as três filha e oito netos, na região periférica de BH
  • Ela foi dispensada do trabalho de empregada doméstica e espera auxílio emergencial
  • Está sem dinheiro para ter internet em casa e as crianças estão sem estudar
Maria Aparecida vive com três filhas e oito netos e aguarda auxílio emergencial (Foto: iStock)

O avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil se tornou sinônimo de muita preocupação, não somente pela saúde, mas também pelo impacto na renda da população. Um exemplo é a história de Maria Aparecida Brito, que trabalhava como empregada doméstica de segunda a sábado, porém, faz mais de um mês que foi dispensada do emprego. A maior dificuldade é tentar manter as condições básicas para suas três filhas e oito netos, que moram todos juntos em uma casa no Alto Vera Cruz, região periférica de Belo Horizonte, Minas Gerais.

-Publicidade-

 

A família não tem como pagar internet e todas as crianças estão sem estudar (Foto: Reprodução/ G1)

Maria, que ainda está esperando pelo auxílio emergencial ainda sob análise, está vivendo de cestas básicas que recebe da prefeitura. De acordo com o G1, todas as crianças da família tiveram as aulas suspensas e não conseguem ter acesso às atividades online por conta da falta de internet dentro de casa. “A gente não tem como pagar a internet. Virou supérfluo. E como que faz pra distrair três crianças dentro de casa, sendo que a gente tem que ganhar o nosso pão de todo dia? É o caos. A gente está se virando com o que Deus dá”, contou a mulher em entrevista ao G1.

-Publicidade-
Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-