Avó joga netas pela janela do 4º andar durante incêndio e salva crianças: “Fiz por amor”

Janete Kovalski Martin tomou a decisão desesperada na última sexta-feira, dia 8, quando viu a fumaça entrar pela porta do apartamento em São José dos Pinhais

Resumo da Notícia

  • Uma avó não pensou duas vezes antes de jogar as três netas pela janela do quarto andar no apartamento onde mora
  • A idosa salvou as crianças de um incêndio que tomou conta do imovel
  • Janete Kovalski Martin contou em entrevista ao Fantástico que agiu “por amor”

Uma avó não pensou duas vezes antes de jogar as três netas pela janela do quarto andar no apartamento onde mora, em São José dos Pinhais, e salvá-las de um incêndio que tomou conta do imovel. Janete Kovalski Martin contou em entrevista ao Fantástico que agiu “por amor”.

-Publicidade-
A mãe disse que foi uma cena de horror (Foto: Reprodução / TV Globo)

O caso aconteceu na última sexta-feira, 8 de janeiro. O fogo teria começado no primeiro andar do prédio, fazendo com que a família ficasse presa no apartamento de cima. A avó diz ao G1 que viu a fumaça entrando pela porta da sala e percebeu que não teria como tirar as netas de lá.

Foi quando Janete protegeu as crianças com uma toalha, evitando que elas inalassem a fuligem, e correu com elas para um quarto, onde cortou a rede de proteção. Pouco tempo depois, a senhora começou a jogar as netas para fora, se arremessando por último.

A avó machucou a coluna (Foto: Reprodução / TV Globo)

“Foi a única solução porque a fumaça tomou conta, e as menininhas já estavam mole. Já assim sem condições de parar em pé dentro de casa, no apartamento”, contou a avó.

Os vizinhos ajudaram no momento e usaram colchões e lonas para proteger a família da queda. A primeira criança jogada foi Fernanda, de 11 anos, seguida por Sophia, de 5, e Rafaelle, de 7. A única a se ferir foi a própria avó, que machucou a coluna e segue internada em um hospital local.

“Fiz por amor que eu amo elas. Eu amo aquelas crianças. Elas chegaram na minha vida assim…o dia em que eu vi elas, me apaixonei por elas. Eu amo elas”, desabafou a idosa.