Avô que deixou a neta cair do 11º andar de navio vai se declarar culpado

Em 2019 uma menina de apenas 18 meses caiu do navio enquanto estava no colo do avô. Entenda o caso

Resumo da Notícia

  • O avô vai declarar homícidio culposo
  • Caso aconteceu em 2019
  • A menina tinha 18 meses quando caiu do 11º andar do navio
Avô que deixou menina cair de navio diz que vai se declarar culpado para não ir a júri popular (Foto: reprodução / Instagram – CBS)

O caso trágico da morte da menina que caiu do navio volta a ser falado. Salvatore Anello, avô da garota de apenas 18 meses, diz que vai se declarar culpado pela morte da neta. Após o ocorrido, ele havia sido acusado de homicídio e negligência pelas autoridades da justiça.

-Publicidade-
(Foto: reprodução / Metro)

A atitude do avô por alegar homicídio culposo, quando não há intenção de matar, é para evitar ir a júri popular onde a pena pode ser grave. Assim, ele evitar ser sentenciado à prisão e será julgado por um juiz.

Relembre o caso

Uma tragédia foi o que aconteceu com a família de Salvatore Anello no dia 7 de julho de 2019. Durante as férias o avô estava passeando com a neta Chloe Wiegand no colo em um cruzeiro da Royal Caribbean em Porto Rico. Ele pensou que uma das janelas estava fechada e deixou a menina se apoiar e infelizmente ela caiu do 11° andar do navio. Chloe tinha apenas 1 ano e 6 meses e não resistiu à queda.

-Publicidade-
A menina tinha um ano e meio (Foto: reprodução / Metro)

O avô e a família da criança defendem que tudo não passou de um acidente. Os familiares de Salvatore disseram até que existe um vídeo que mostra o momento exato em que a criança caiu e é possível perceber que tudo não passou de um engano, já que ele acreditava que a janela estava fechada.

-Publicidade-