Babá de Henry diz que Monique Medeiros pediu que ela mentisse à polícia

Thayná Oliveira Ferreira, voltou atrás e admitiu aos investigadores que mentiu na primeira declaração que durou mais de sete horas. Ela ainda disse que a empregada da casa, Leila Rosângela, também mentiu

Resumo da Notícia

  • A babá de Henry Borel prestou um novo depoimento à 16ª DP na Barra da Tijuca
  • Thayná Oliveira Ferreira, voltou atrás e admitiu aos investigadores que mentiu na primeira declaração à polícia
  • A babá disse que Monique Medeiros pediu para que ela mentisse

A babá de Henry Borel prestou um novo depoimento à 16ª DP na Barra da Tijuca, nesta última segunda-feira, 12 de abril. Thayná Oliveira Ferreira, voltou atrás e admitiu aos investigadores que mentiu na primeira declaração à polícia a pedido de Monique Medeiros.

-Publicidade-
Babá diz que a mãe de Henry pediu que ela mentisse à polícia (Foto: Reprodução / G1)

De acordo com o G1, babá ainda disse que a empregada da casa, Leila Rosângela, também mentiu durante o depoimento. Os investigadores descobriram a contradição do depoimento de Thayná após encontrar mensagens do dia 12 de fevereiro, em que ela relatava supostas agressões que Henry sofreu de Jairinho, para a mãe do garoto.

No dia seguinte, 13 de fevereiro, Monique levou o filho ao Real D’Or, unidade pediátrica em Bangu, onde relatou que o filho havia caído da cama no dia anterior, por volta das 17h – mesmo horário em que a babá contou as supostas agressões.

Monique ainda disse para o médico que Henry acordou com dor local de má circulação do sangue, sem febre ou outros sintomas. O documento registra ainda dor à mobilidade e diz “claudicando à deambulação”, o que significa que ele estava mancando. Porém, durante os depoimentos, a equipe médica do local não citou esse episódio, o que pode ser uma grande prova das agressões que a criança sofreu.  A polícia quer esclarecer por que não há menção a essa ida ao hospital nos depoimentos de Monique, de Jairinho e da babá.

Vídeo mostra Henry mancando após suposta agressão de Jairinho

Um vídeo de Henry Borel, de 4 anos, mostra o menino mancando após uma suposta agressão de Jairinho. A imagem foi obtida nesta segunda-feira, 12 de abril, e pode ser uma prova de que a criança sofria agressões desde o início do ano, de acordo com a polícia.

Dr. Jairinho e mãe de Henry Borel foram presos na manhã do dia 8 de abril (Foto: Reprodução / TV Globo)

Segundo o G1, vídeo foi gravado no dia 12 de fevereiro, mesmo dia em que a babá mandou mensagens para a mãe do menino, Monique Medeiros, contando que o Jairinho se trancou em um quarto do apartamento, na Barra da Tijuca, com o menino.

Naquele dia, Henry disse que sentia dor na cabeça e mancava ao caminhar. A babá Thayná Oliveira Ferreira enviou a Monique o vídeo desse momento. No vídeo, recuperado pela Polícia Civil 16º DP na Barra da Tijuca, do celular de Monique, o menino aparece andando com dificuldade, após contar para a babá que havia levado uma rasteira do padrasto, machucando a perna e a cabeça.