Bebê chega a 41,6 ºC de febre por causa de coronavírus e mãe faz relato: “Foi aterrorizante”

Amanda May ficou desesperada quando viu o filho apresentar os sintomas e abriu o coração sobre como foi estar em casa com dois meninos contaminados, além dela

Resumo da Notícia

  • Ela fez um relato sobre como passou os dias de isolamento
  • A mãe comemorou quando a febre do filho começou a abaixar na última semana
  • Felizmente, ambos estão curados da doença
  • Ela ainda deixou um alerta sobre o caso
Amanda, Ryan e os dois filhos (Foto: reprodução / Facebook)

Um bebê, de quase dois anos, assustou a família toda quando registrou 41,6ºC de febre por causa do novo coronavírus. A mãe do menino também apresentou a doença em abril e felizmente, ambos estão curados. Em entrevista ao M Live, Amanda May e Ryan Schreiber fizeram um alerta para os pais.

-Publicidade-

Luke, começou a ter os primeiros sintomas no dia 31 de março, quando apresentou a febre. A mãe fez um desabafo que o vírus pode afetar também crianças saudáveis e abriu o coração: “O fígado e os rins dele estavam totalmente funcionais depois de testados no hospital. Não havia nada além de um vírus que seu corpo estava combatendo. Para as pessoas acreditarem que isso afeta apenas pessoas vulneráveis, quero dizer, cada pessoa deve ficar atenta”.

O pai confessou que sofreu muito ao ver os filhos e a esposa doentes (Foto: reprodução / Instagram)

Há cerca de um mês, depois de voltar para casa, Luke apresentou febre de 38ºC e 41,6ºC todos os dias. “Seus cochilos estão de volta ao normal e ele finalmente dorme cerca de 12 horas por noite, o que era antes do vírus. A temperatura dele está abaixo de 37ºC desde o fim de semana passado”, comemorou.

-Publicidade-

Enquanto tentava cuidar do filho, Amanda relatou que a respiração e o cansaço foram a pior parte, já que também estava contaminada. “Era aterrorizante. Eu ainda estava com febre no início desta semana e ainda tenho aperto no peito”, desabafou. Ryan, afirmou ainda que foi muito difícil ver a esposa e o filho no estado em que chegaram, mas precisou lidar com isso.

Felizmente, os dois estão curados da doença! (Foto: reprodução / Facebook)

Amanda ainda deixou um alerta: “Se as pessoas pensam que a quarentena é ruim, tente fazê-lo com dois filhos doentes e você também está doente. Há crianças no meio. Isso me fez chorar ao saber. Entrar na enfermaria de pediatria do hospital pode mudar sua opinião. Eles não são mais números. São crianças”, concluiu.

-Publicidade-