Bebê girafa nasce com 1,80m de altura e 70 quilos em Santa Catarina

Anaya nasceu em Penha, litoral norte do estado, e é filha de Catarina e Aduke, girafas que moram em parques no mesmo local

Resumo da Notícia

  • Anaya nasceu com 70 quilos e 1,80 metros de altura
  • A girafa veio ao mundo dentro de um zoológico em Penha, no litoral norte de Santa Catarina
  • O parto ocorreu na madrugada do dia 2 de abril

A girafa Anaya nasceu na madrugada do dia 2 de abril de 2021, na parte do zoológico de um parque de diversões em Penha, no litoral norte de Santa Catarina. Filha de Aduke e Catarina, girafas também residentes de parque da região, o nascimento do animal é visto como uma vitória para a reprodução da espécie.

-Publicidade-

Em entrevista ao portal G1, a bióloga responsável pelo zoológico, Kátia Cassaro, contou que o convívio entre o macho e a fêmea é pacífico e até recomendado para o auxílio do crescimento e desenvolvimento de Anaya. “Tem outras espécies, como por exemplo os felinos, que quando as mães têm os bebês a gente tem que separar o macho, porque senão é capaz de ele agredir e até causar o óbito desses filhotes. Já no caso da girafa, não. A gente separa só na hora do nascimento mesmo, para ela ter mais privacidade”, afirma.

É recomendado que as girafas permaneçam junto com seus filhotes após o nascimento para auxiliar no desenvolvimento do bebê (Foto: Reprodução G1/ Luiz Souza NSC TV)

O parto das girafas é um momento muito importante, já que serve para testar a resistência dos filhotes, que nascem com a mãe em pé, ou andando. A pequena Anaya se saiu muito bem, e de acordo com Kátia é perfeitamente saudável: “É um filhote lindo. A gente está festejando muito!”, comemora.

As girafas possuem um pescoço muito longo e podem chegar até 5,5 metros de altura, com um pescoço de até 2 metros. Por causa do grande porte, esses animais também possuem um essencialmente grande, capaz de assegurar a circulação do sangue do topo da cabeça até a ponta das patas. Infelizmente, as girafas entraram para o grupo de animais ameaçados de extinção em 2020.