Bebê morre em hospital após receber remédio anestésico por engano

O menino de 1 ano e 6 meses estava internado para tratamento de estomatite. O corpo foi velado e sepultado neste domingo, 23 de janeiro

Resumo da Notícia

  • Bebê recebeu remédio anestésico por engano
  • O menino de 1 ano faleceu após aplicação de fentanil
  • A Polícia Civil investiga o caso

Na manhã do último sábado, 22 de janeiro, um bebê de 1 ano e 6 meses faleceu após receber a aplicação de fentanil, medicamento anestésico que atua como relaxante muscular para intubação de pacientes. O caso aconteceu dentro de um hospital em Bastos, município de São Paulo. O corpo da criança foi velado e sepultado na manhã deste domingo, 23.

-Publicidade-

Luiz Eduardo Pedro Costa estava internado no Hospital de Bastos desde o dia 18 do mesmo mês, para tratar uma estomatite, quadro de inflamação da mucosa oral, segundo Maria Madalena da Costa, a avó da criança.

Nova vacina da gripe deve chegar no começo de 2022; veja como funciona
A seringa com o remédio pertencia a outro paciente do hospital (Foto: Reprodução Freepick)

O remédio aplicado “por engano” possui cerca de 100 vezes a potência da morfina, outro forte medicamente anestésico. De acordo com o diretor administrativo do hospital da cidade, Cleber Fatarelli, uma auxiliar de enfermagem diz ter se confundido com a seringa da aplicação do remédio, que seria para um idoso internado no quarto ao lado do bebê.

Sobre a funcionária, Cleber Fatarelli contou para a produção da TV TEM que ela trabalha na unidade de saúde, que é administrada por uma associação beneficente, há mais de 15 anos. Além de uma sindicância aberta pelo hospital, a Polícia Civil recebeu as seringas utilizadas pela enfermeira.