Bebê que nasceu com anomalia no intestino e morava nas ruas ganha casa própria

A criança de 1 ano já morou nas ruas e agora está na casa da família. Uma vaquinha feita pela internet ajudou a mãe a realizar o sonho do conforto para filha

Resumo da Notícia

  • Família de criança que nasceu com anomalia no intestino consegue uma casa própria
  • A garota nasceu com anomalia no intestino, esôfago e sem formação de região íntima
  • Após morarem nas ruas, a mãe dela, Mikaeli, conseguiu uma casa graças a vaquinha

Heloisa é uma garota que nasceu com uma anomalia no intestino, esôfago e sem formação no anus. Até os 8 primeiros meses de vida, ela fazia todas as necessidades através da vagina, o que causou muitas infecções nela.

-Publicidade-

A mãe dela, Mikaeli, conseguiu um procedimento para que a garota colocasse uma bolsa de colostomia. Outro ponto é que Heloisa morava nas ruas, tendo chances muito maiores de contrair uma infecção. A mãe da garota usava latas de tinta para dar banho nela.

Agora Mikaeli e a filha, Heloisa, conseguiram mudar de vida
Agora Mikaeli e a filha, Heloisa, conseguiram mudar de vida (Foto: Reprodução/ Razões para acreditar)

A família da garota morava em uma comunidade e a mãe era agredida pelo ex-companheiro.Quando a mãe de Heloísa decidiu se mudar, elas seguiram para casa de uma amiga em Varginha, Minas Gerais. Porém, um córrego transbordou na região e a casa foi inundada, fazendo Heloísa e a mãe irem para as ruas.

Greice foi quem ajudou a mãe de Heloísa a conseguir a cirurgia para reparar o intestino e reconstruir o anus da criança. A mãe pediu mais bolsas de colostomia, gases, luvas e antissépticos para que ela conseguisse cuidar da filha nas ruas.

Mikaeli vendia bala no farol, mas não deixava de ter todo cuidado com a filha. A família delas mora em ocupações, mas Greice que ajudou a mulher, acredita que elas precisavam de mais. Após uma vaquinha feita pelo VOAA, do portal Razões para Acreditar, a mãe e a filha conseguiram uma nova casa para chamar de lar, e também conseguiu dar uma casa para amiga que perdeu na inundação do córrego em Minas Gerais.