Bebês gêmeos que estavam sozinhos em casa morrem esmagados por queda de fogão

A mãe dos bebês deixou eles sozinhos em casa para levar os outros dois filhos à casa da avó, para que eles pudessem almoçar e tomar banho. A jovem não tem passagens pela polícia

Resumo da Notícia

  • Bebês gêmeos que estavam sozinhos em casa morrem esmagados por queda de fogão
  • A mãe dos bebês deixou eles sozinhas em casa para levar os outros dois filhos à casa da avó, para que eles pudessem almoçar e tomar banho
  • A mãe foi levada ao presídio enquanto aguarda a audiência de custódia

Dois bebês gêmeos, de apenas um ano e cinco meses, morreram esmagados por um fogão durante a tarde da última quinta-feira, 7 de julho, em Ribeirão das Neves, localizado na região metropolitana de Belo Horizonte. Conforme apuração do g1, a mãe dos bebê, a Samara Estefani Santos de Deus, foi presa por suspeita de abandono de incapaz.

-Publicidade-

Segundo a Polícia Militar, conforme aponta o jornal, a mulher, de 20 anos, teria deixado as duas crianças em casa, por volta de 12h30, para conseguir levar os outros dois filhos para a casa da avó para almoçar.

No entanto, quando retornou à residência, três horas depois, encontrou os dois bebês debaixo do fogão e sujos de óleo. O item de cozinha estava em uma panela em cima do fogão e não estava quente. Uma das vítimas chegou a ser levada para a casa da avó materna. Tiveram a tentativa de reanimá-la, porém, o bebê já estava sem vida.

Ainda de acordo com o g1, o pai das crianças afirmou que estava trabalhado no momento do acidente. Sendo assim, tomou conhecimento do fato apenas ao retornar à casa. No depoimento à Polícia Civil, a mãe contou que levou duas filhas (uma menina de quatro meses e outra de dois anos) para a casa da avó para tomar almoçar e tomar banho, enquanto os gêmeos ficaram em casa.

Bebês gêmeos morrem esmagados
Vizinhos se reuniram próximo da residência onde os bebê faleceram (Foto: Reprodução / PMMG)

Em relato, a Samara disse que o chuveiro de casa estava estragado e saindo água fria, dado esse motivo, levou os outros filhos à residência dá avó para que eles pudessem realizar os procedimentos de higiene.

Por fim, Samara disse que não era costume deixar as crianças sozinhas em casa, e que o marido não deixou o celular na residência. Sendo assim, ela não pôde entrar em contato com ninguém para tomar conta dos filhos gêmeos. Em complemento, afirmou que tentou se comunicar com uma com uma vizinha, mas também não teve respostas.

A suspeita não tinha passagens pela polícia e foi levada à delegacia de Ribeirão das Neves. Ela será transferida ainda nesta sexta-feira, 8 de julho, ao presídio feminino de Vespasiano, até a audiência de custódia.