Bella Falconi fala sobre cirurgia para diástase: entenda mais sobre a condição

A influenciadora digital usou os Stories do Instagram para falar sobre a condição com os internautas e contar como se recuperou

Resumo da Notícia

  • Bella Falconi conta que fez cirurgia para curar diástase
  • Ela abriu o jogo sobre o que aconteceu nas redes sociais
  • Especialistas explicam o que é a diástase e a relação dela com o corpo definido

A influenciadora digital Bella Falconi usou as redes sociais na última quinta-feira, 4 de março, para contar aos internautas um pouco mais sobre a cirurgia que fez para fechar a diástase. Através dos Stories do Instagra, ela decidiu se abrir para tirar as dúvidas dos internautas sobre o procedimento que passou.

-Publicidade-
Bella Falconi fala sobre diástase (Foto: reprodução Instagram)

Ela começou contando um pouco mais sobre a cirurgia e disse que já havia feito um procedimento similar anteriormente. “Eu fiz, no ano passado, uma cirurgia para fechar a diástase por completo. Lembrando que a minha cirurgia anterior eu optei por não fazer ela por completo, só do meio para baixo, para tirar a hérnia e costurar do umbigo para baixo, porque eu não queria uma cicatriz grande, não estava pronta para fazer a cirurgia total porque tem que fazer a retirada de pele. Eu não estava preparada para isso, então optei por não fazer nessa primeira cirurgia, em 2018”, começou ela.

Mas, com o passar do tempo, veio a necessidade de fazer a cirurgia completa. “Minha diástase do umbigo para cima estava muito aberta, então tive que fazer a cirurgia completa”, contou. “Eu acredito que a necessidade vem antes da estética. Eu lutei muito, tentei alguns exercícios, cheguei a fazer algumas técnicas porque acredito que existem muitas técnicas que funcionam para fechar a diástase dependendo da mulher e do espaçamento. Mas no meu caso eu acabei desistindo, porque além dela estar muito afastada, eu não sou a pessoa mais paciente do mundo para fazer, eu confesso”, continuou.

-Publicidade-

“Isso estava me prejudicando em vários sentidos. Eu sentia fraqueza e senti meu estômago abalado. Depois que eu consultei um médico ele me explicou que é porque quando a gente fecha só parcialmente, ou seja, do umbigo para baixo, a parte de cima tende a ganhar uma pressão. Então basicamente minha hérnia umbilical voltou e eu comecei a sentir muita dor, mais do que antes”, disse. Ela completou, ainda, dizendo que não havia falado sobre a cirurgia antes por medo de banalizar algo sério e incentivar, de alguma forma, as seguidoras dela a fazerem o mesmo.

O que é diástase?

O que é diástase (Foto: Getty Images)

A diástase abdominal é quando acontece um aumento da pressão intra-abdominal, afastando os músculos. No caso das grávidas, com o crescimento do útero, pode estirar os músculos abdominais e, devido à frouxidão da linha alba e dos retos abdominais separados, um espaço de até 10 cm pode surgir entre os dois ventres do músculo reto ao final da gestação. “A diástase é a principal causa de flacidez abdominal e dores lombares pós-parto e deve ser prevenida e/ou tratada para que não cause danos maiores à saúde”, orienta Bianca Vilela, mestre em fisiologia, palestrante e fundadora da Bianca Vilela Saúde e Performance

Abdômen definido x diástase

Ainda nos Stories, Bella comentou que ela começou a se sentir muito mal, mesmo fazendo os abdominais que costuma fazer e, aliás, começou a sentir muita dor na hora de fazer esse exercício. Casos como esse servem para mostrar que mesmo mulheres que têm o hábito de fazer exercício estão suscetíveis à diástase. Segundo a educadora física Rô Nascimento, é extremamente importante entender que um abdômen definido não necessariamente é sinônimo de um abdômen saudável.

“Para esculpir um abdômen cheio de “gominhos” é preciso usar cargas nos exercícios e, na maioria dos casos, a musculatura mais profunda não sendo forte o suficiente para suportar essa sobrecarga acaba gerando uma pressão dentro da barriga, causando diástase. Aquela linha funda no meio da barriga que muitos admiram é diástase”, contou ela, em entrevista à Pais&Filhos. Portanto, assim como Bella, mesmo que você faça exercícios com frequência e tenha um corpo definido, é extremamente importante buscar ajuda médica quando sentir os sintomas da diástase.