Blogueira é criticada após contar que bebe diariamente para conseguir lidar com os filhos

Constance Hall é mãe de 7 crianças e é conhecida por mostrar a maternidade sem filtros

A blogueira explicou que essa é a família moderna (Foto: reprodução/Mirror UK)

A maternidade exige muito da mulher. Não à toa, cada dia mais, elas estão expondo esses desafios e compartilhando o outro lado de ser mãe que não é muito frequente nas redes sociais. Esse é o caso da blogueira australiana Constance Hall.

-Publicidade-

Mãe de sete crianças, ela é conhecida no Instagram pela honestidade em tratar o tema, enfatizando também a necessidade de cuidar de si mesma e ter um tempo para fazer algo pessoal. Mas dessa vez, uma fala dela teve um efeito negativo.

A blogueira admitiu que bebia vinho diariamente para ajudar a lidar com os filhos, já que eles a “deixavam maluca” a TV 66 Minutes. Quando a equipe do programa visitou a casa da família, encontrou tapetes manchados e ela foi direta para responder: “Esta é a família moderna“.

-Publicidade-
No blog, ela fala sobre maternidade mais livre (Foto: reprodução/Mirror UK)

Ela enfatizou a dificuldade de viver nesse mundo moderno em que a mulher tem muito mais obrigações do que os homens: “Nós temos os mesmos direitos de ir ao trabalho, mas as mulheres ainda são responsáveis por 90% do trabalho doméstico de qualquer forma. Isso só nos deixa mais cansadas”.

No blog pessoal, Constance já compartilhou que gosta de deixar as crianças livres, podendo comer com as próprias mãos, correr pelos corredores do supermercado e até pular alguns banhos, já que entende que o excesso de educação pode levar a exaustão emocional.

Ela finalizou a entrevista deixando um recado para outras mães: “Eu sou o tipo de mãe que estou fazendo o que posso. Isso não quer dizer que não esteja me esforçando para fazer, mas estou longe da perfeição idealizada da maternidade“.

Leia também:

5 dicas para você lidar com a culpa da maternidade

Relato de mãe: “Pensei que a maternidade atrapalharia minha carreira, mas eu estava errada”

Documentário mostra a realidade do primeiro semestre da maternidade