Brasileira morre em Portugal após ir visitar filha e netos

Eunice de Oliveira Soares foi visitar a filha e os netos, mas morreu de infarto em Portugal. Agora família luta para conseguir trazer o corpo dela ao Brasil

Resumo da Notícia

  • Eunice de Oliveira Soares foi visitar a filha e os netos, mas morreu de infarto em Portugal
  • Agora família luta para conseguir trazer o corpo dela ao Brasil
  • Eles aguardam uma autópsia para confirmar se ela teve um infarto e caiu, batendo a cabeça

Uma mulher de 69 anos morreu em Portugal enquanto visitava a filha e os netos. Agora a família luta para conseguir trazer o corpo de Eunice de Oliveira Soares ao Brasil. Eles aguardam uma autópsia para confirmar se ela teve um infarto e caiu, batendo a cabeça, na última sexta-feira (6). Os parentes agora tentam arrecadar o valor de R$108 mil para cobrir os custos do traslado.

-Publicidade-

Em entrevista ao jornal O Globo, Clecia Soares de Oliveira, filha de Eunice, relatou que a mãe passou um dia no hospital, mas foi liberada. Segundo ela, a mãe saiu do hospital andando e conversando normalmente. Mas Eunice passou mal no caminho de volta para casa, reclamando de muita dor no estômago e acabou desmaiando novamente.

A brasileira viajou para Portugal para visitar a família e morreu
A brasileira viajou para Portugal para visitar a família e morreu (Foto: Freepik)

Uma ambulância foi chamada, mas os socorristas não conseguiram reanimá-la, tendo a morte confirmada no hospital. A autópsia ainda será feita no país europeu. A sobrinha de Eunice, Chardilene Zandomênico, compartilhou a vaquinha online para que ela seja enterrada no Brasil. “Se não conseguir atingir a meta para o traslado, queremos pelo menos enterrar lá mesmo, que os custos são, em média, 6 mil euros (R$32 mil)”, disse. “Se ainda assim não atingir, pelo menos os custos da passagem para as duas filhas que estão aqui poderem ir ao encontro de dois irmãos que estão em Portugal”.

Zandomênico teme que o corpo seja sepultado por não atingir o valor necessário. “Se não atingirmos nenhuma das metas acima o corpo terá que ser cremado, o que a família não quer e não era a vontade da minha Tia. Essa seria a última possibilidade”.