Britney Spears fala sobre proibição para engravidar e mais abusos da família em novo depoimento

A cantora mais uma vez narrou as situações em que era pressionada a realizar show, turnês e decisões dentro da própria carreira por causa do pai e do advogado – e até DIU foi obrigada a colocar por causa da família

Resumo da Notícia

  • Britney Spears prestou mais um depoimento em tribunal nesta quarta-feira, 23 de junho
  • A cantora expôs mais uma série de obrigações impostas pelo pai e advogado
  • Britney contou que foi obrigada a entrar em turnê, tomar lítio e até colocar DIU por causa dos abusos da família: confia detalhes

Britney Spears prestou mais um depoimento sobre os abusos que sofre na mão na família. Nesta quarta-feira, 23 de junho, a cantora abriu o jogo com relação a tutela do pai sob a qual é submetida desde 2008 – e que a obrigou a entrar em turnês, tomar lítio e até mesmo colocar DIU para não engravidar.

-Publicidade-

“É desmoralizante tudo que passei. Nunca disse isso abertamente – nunca pensei que alguém fosse acreditar em mim. Não estou mentindo. Só quero minha vida de volta”, declarou a cantora. “Eu estive em negação, estive em choque, estou traumatizada. Não consigo dormir, estou deprimida, choro todos os dias. Já se passaram 13 anos e isso já o suficiente. Eu guardei isso por tanto tempo, mas isso não é bom para o meu coração”.

Britney falou ainda que estava no tribunal, depois de tantas ameaças da equipe responsável pela administração de sua carreira, para encerrar de uma vez o controle do pai sobre o corpo e vida dela para poder realizar um sonho importante: casar e ter filhos.

A audiência aconteceu nesta quarta-feira, 23 de junho (Foto: reprodução / Instagram @britneyspears)

“Eu tenho um DIU em meu corpo agora que não me deixa ter um bebê e meus tutores não me deixam ir ao médico para retirá-lo”, contou. “Muita coisa aconteceu desde dois anos atrás, a última vez que estive no tribunal. Não acho que fui ouvida em qualquer nível quando fui ao tribunal da última vez”, completou ainda.

Forçada a trabalhar

Britney deu detalhes da última turnê em que esteve, em 2018 – na qual foi obrigada a trabalhar, e ainda teve todo o esforço desmerecido pela equipe de advogados, profissionais e dançarinos que embarcaram na viagem junto com ela, “Minha equipe disse que se eu não fizesse essa turnê, teria que encontrar um advogado e, por contrato, minha própria equipe poderia me processar se eu não continuasse com a turnê“, contou.

“Ensaiei quatro dias por semana. Eu estava basicamente dirigindo a maior parte do show. Na verdade, eu fiz a maior parte da coreografia, o que significa que ensinei meus dançarinos minha nova coreografia. Eu levo tudo o que faço muito a sério. Há uma infinidade de vídeos comigo nos ensaios. Eu não estava bem, estava ótima. Liderei uma sala de 16 novos dançarinos em ensaios”. Mesmo assim, a cantora relata que foi dada como incapaz de realizar o próprio trabalho.

“É engraçado ouvir o lado da história dos meus empresários. Todos disseram que eu não participava dos ensaios e nunca concordei em tomar meu remédio. Meu remédio só é tomado pela manhã, nunca no ensaio. Eles nem mesmo me veem. Então, por que eles estão afirmando isso?”, desabafou. “Depois disso, meu empresário, meus dançarinos e meu assistente, que deveriam fazer o novo show, entraram todos em uma sala, fecharam a porta e não saíram por pelo menos 45 minutos. Senhora, não estou aqui para ser escrava de ninguém. Eu posso dizer não a um movimento de dança”, contou, sobre a reação da equipe depois de uma opinião de Britney Spears sobre um movimento do próprio espetáculo.

Medicação Alterada

Episódios como os ensaios da turnê são muito comuns na vida de Britney – que, de acordo com ela, foi tratada como “maluca” durante os 13 anos em que esteve na tutela do pai. Depois de 2018, inclusive, Britney contou em tribunal um momento em que foi obrigada a trocar a medicação que ingeria normalmente por lítio.

“Três dias depois de eu dizer não a Vegas, meu terapeuta me colocou em uma sala e disse que recebeu um milhão de telefonemas sobre como eu não estava cooperando nos ensaios e não estava tomando meus medicamentos. Tudo isso era falso. Ele imediatamente, no dia seguinte, me deu lítio do nada. Ele me tirou meus remédios normais que estava usando há cinco anos. E o lítio é um medicamento muito, muito forte, e completamente diferente do que eu estava acostumada”, contou. “Eu me sentia bêbada. Eu realmente não conseguia nem cuidar de mim mesma. Eu não conseguia nem ter uma conversa com minha mãe ou meu pai sobre qualquer coisa”.

A cantora prestou mais um depoimento em que expôs os abusos da família (Foto: Getty Images)

Sem o apoio da família, Britney contou que se sentia perdida dentro da pele – e que não encontrou, durante todo esse tempo, alguém que fosse capaz de enxergar os abusos em que estava sendo submetida. “Não só minha família não fez nada, como meu pai era totalmente a favor. Qualquer coisa que acontecesse comigo precisava ser aprovada por meu pai. O controle que ele tinha sobre alguém tão poderoso quanto eu – ele amava o controle para machucar sua própria filha 100.000%. Ele amou”, declarou.

Ter a própria independência

Britney Spears conta que, depois de 2 anos do último depoimento que prestou ao tribunal, deseja ser finalmente ouvida: para tomar o controle sobre o próprio dinheiro e a própria vida. Agora, aos 39 anos, a cantora e compositora deseja casar e formar uma família – bem longe daquela que lhe fez tanto mal.

“Eu só quero minha vida de volta. E já se passaram 13 anos. E é o suficiente. Faz muito tempo que não tenho meu dinheiro. E é meu desejo e meu sonho que tudo isso acabe sem ser testado. Eu também gostaria de poder compartilhar minha história com o mundo, e o que eles fizeram comigo, em vez de ser um segredo para beneficiar a todos eles. Eu quero falar sobre o que eles fizeram comigo, me mantendo nisso por tanto tempo, porque não é bom para o meu coração [guardar isso]. Eu estive com tanta raiva e choro todos os dias. Isso me preocupa, porque me disseram que não tenho permissão para expor as pessoas que fizeram isso comigo”, comentou.

Britney já é mãe de Sean e Jayden – mas deseja aumentar a família (Foto: Reprodução/ Instagram)

“Eu mereço um intervalo de dois a três anos. Me sinto cercada, intimidada, deixada de lado e sozinha. Cansei de me sentir sozinha. Mereço ter os mesmos direitos, ter um filho ou qualquer uma dessas coisas”, desabafou ainda. A participação da cantora na audiência foi a primeira desde que iniciou o processo do fim da tutela do pai, Jamie Spears – que está como tutor de uma herança avaliada em US$ 60 milhões. A presença de Britney aconteceu de forma online e foi requisitada pela própria artista.