Brumadinho: família de grávida que morreu na tragédia pede indenização de 40 milhões de reais

O rompimento da barragem deixou mais de 230 pessoas mortas

Bombeiros interrompem as buscas por conta de enterro de uma das vítimas em Brumadinho (Foto: Foto: reprodução/Adriano Machado/Reuters)

A família da grávida de Brumadinho está na justiça contra a empresa responsável pela barragem e pede um indenização milionária. Fernanda Damian, que estava no quinto mês de gestação, e o namorado Luiz Taliberti estavam hospedados em uma pousada que foi atingida pela lama.

-Publicidade-

O casal estava também com a irmã de Luiz, Camila, e a família pede um valor de 10 milhões de reais por cada pessoa morta, assim a indenização responsável por Fernanda, Luiz, Camila e Lorenzo (o bebê do casal) chega à um total de 40 milhões de reais.

A tragédia que aconteceu em janeiro já deixou mais de 231 mortos e 41 desaparecidos. A família dos mortos na pousada também pede que em cada porta da Vale esteja escrito: “A vida vale mais do que o lucro. Camila, Fernanda, Lorenzo e Luiz, desculpem-nos por tirar-lhes as suas vidas.”

-Publicidade-

O advogado da família falou a revista Veja que: “Nosso objetivo é lutar por uma mudança nos parâmetros indenizatórios por morte praticados no Brasil e que são vergonhosos. A Vale teve lucros superiores a 25 bilhões de reais no ano passado e quer pagar 300 mil reais, 500 mil reais por vida.”

Leia também:

Brumadinho: mãe consegue salvar a vida de filho de 7 meses e emociona

Corpo de grávida desaparecida em Brumadinho é encontrado: “Ela nunca se foi dos nossos corações” 

Brumadinho: noivo de grávida desaparecida é encontrado morto. “A Vale matou meu filho”, diz padastro 

-Publicidade-